Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Terceira tentativa

TRF-1 nega bloqueio a bens de empresa ligada a Cachoeira

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região negou o pedido do Ministério Público Federal para bloquear judicialmente os bens da empresa Vitapan, controlada por pessoas ligadas a Carlinhos Cachoeira. É a terceira vez que o MPF tenta o bloqueio. A decisão, relatada pelo desembargador Tourinho Neto, teve votação unânime. As informações são do site Surgiu.

Segundo o MPF, a empresa pertence a Carlinhos Cachoeira, e foi utilizada para lavar dinheiro. "Com efeito, a qualquer momento os proprietários, de fato e de direito, da Vitapan Indústria Farmacêutica Ltda. poderão alienar suas cotas societárias, ocultar valores atualmente mantidos em instituições financeiras ou mesmo modificar lançamentos contábeis para mascarar a atividade supostamente ilícita de branqueamento de capitais, o que esvaziará a medida cautelar de sequestro", afirmou o procurador Carlos Alberto Vilhena.

Essa é a terceira vez que o MPF tenta bloquear os bens da Vitaplan. A primeira foi em fevereiro de 2012, quando da deflagração da Operação Monte Carlo, que encarcerou Cachoeira. Em junho do mesmo ano, a defesa da Vitaplan conseguiu liberar os bens. Em outubro, a Justiça Federal expediu nova ordem de bloqueio, derrubada um mês depois também por Tourinho Neto.

Cachoeira foi condenado, em novembro, a cinco anos de prisão em regime semiaberto. A decisão não transitou em julgado e ele está em liberdade.

Revista Consultor Jurídico, 24 de janeiro de 2013, 14h55

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 01/02/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.