Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Aprovação baixa

OAB-AM diz que é preciso repensar ensino do Direito

O presidente da Comissão de Estágio e Exame da Ordem dos Advogados do Brasil no Amazonas, Caupolican Padilha, afirma que o baixo índice de aprovação de candidatos no Exame da Ordem é um alerta para as instituições de ensino superior que oferecem cursos de Direito no estado. “Os resultados anteriores e este recente mostram que a educação jurídica está ruim e que é preciso repensar os cursos de Direito no Amazonas e no país de um modo geral, tanto nas universidades privadas quanto nas públicas”, ressaltou. As informações são do G1.

O Amazonas ficou abaixo da média nacional na aprovação de candidatos no Exame da Ordem. Segundo Padilha, responsável pela comissão de estágio e do Exame no estado, somente 12% dos 1.845 candidatos que se inscreveram conseguiram aprovação.

Em todo o Brasil, o percentual de aprovação foi de 16,67%. Ao todo foram 118.217 candidatos inscritos. Desses, 114.763 fizeram a prova e 19.134 acertaram 50% do total de 80 questões objetivas propostas e foram aprovados.

A segunda etapa do exame está prevista para o dia 24 de fevereiro de 2013. Nela, os estudantes terão que redigir uma peça profissional valendo cinco pontos e responder a quatro questões — valendo 1,25 pontos cada —, sob a forma de situações-problema, nas seguintes áreas de opção do examinando: Direito Administrativo, Direito Civil, Direito Constitucional, Direito Empresarial, Direito Penal, Direito do Trabalho ou Direito Tributário e seu correspondente direito processual.

Revista Consultor Jurídico, 16 de janeiro de 2013, 12h26

Comentários de leitores

1 comentário

Exame para todas profissões

Flávio Souza (Outros)

A sociedade sabe muito bem que o problema não cinge apenas a área jurídica, pois nesta a doença é diagnosticada e descoberta em razão do Exame, porém é de se perguntar se o Exame for realizado a todas as profissões será que o resultado não surpreenderá? Claro que sim, pois no caso da área de Ciências Contábeis, onde o Exame é obrigatório desde 2011, firme-se que a reprovação tb é considerável, chegando a quase 40%, e olha que é apenas uma fase. Já pensaram se fosse duas fases como é o caso da OAB. É importante que os parlamentares e a sociedade debruçem sobre o assunto e passem a exigir a aplicação de Exame a todas as profissões. As provas do Enade já é um indicativo de que as coisas não vão bem nas escolas públicas e privadas. A meu julgo, não é justo que somente a área jurídica e contabilidade sejam sacrificadas. De minha parte, instigo minha família, meus amigos e colegas de trabalho quanto a necessidade urgente do Governo fixar Exame a todas as profissões, pois ai sim a Justiça será feita em nome de todos.

Comentários encerrados em 24/01/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.