Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Controle externo

Novo presidente da OAB-SP quer CNJ estadual

O advogado Marcos da Costa assumiu a presidência da Ordem dos Advogados do Brasil de São Paulo defendendo a criação de um órgão estadual que faça controle externo sobre o Judiciário paulista, nos moldes do Conselho Nacional de Justiça. A notícia é da Folha de S.Paulo.

Intitulado pelo novo presidente "Conselho Estadual de Justiça", o novo órgão serviria "de palco para discutir a gestão da Justiça de São Paulo". O advogado afirmou que a entidade vai elaborar um projeto a ser encaminhado à Assembleia Legislativa para fazer uma alteração na Constituição estadual, criando o novo conselho.

No fim de 2012, o Tribunal de Justiça de São Paulo determinou que as petições no fórum central da capital fossem entregues obrigatoriamente por meio eletrônico.

A OAB afirmou que a advocacia não estava preparada para a mudança e recorreu ao CNJ. A implantação da medida foi então prorrogada para o início de fevereiro.

Revista Consultor Jurídico, 3 de janeiro de 2013, 13h38

Comentários de leitores

5 comentários

Sei...

Brecailo (Advogado Autônomo - Consumidor)

Já vai começar com a teoria da conspiração! Ah tá!

Desvario

Luiz Pereira Neto - OAB.RJ 37.843 (Advogado Autônomo - Empresarial)

Com todo o respeito ao Dr.Marcos da Costa , defender a criação de um CNJ Estadual , "Conselho Estadual de Justiça" , é um preocupante desvario , basta recordar que , antes da Corregedora , Dra. Eliana Calmon , invariavelmente , enfraquecida pelo Presidente do Órgão , a atuação do CNJ deixava muito a desejar , dando ênfase , na maioria dos casos , a inqualificável protecionismo aos magistrados faltosos , realçando um censurável corporativismo .
No momento em que temos o inigualável Dr. Joaquim Barbosa - "Homem do Ano" - como Presidente do CNJ , prestigiando o E. Dr. Francisco Falcão , como Corregedor , tal absurda propositura , parece formulada , tão somente , com o intuito de enfraquecer aqueles determinados e corajosos intérpretes dos anseios da nossa classe , de SEMPRE prevalecer a JUSTIÇA .
Mais parece que S.Exa , que mal começou o seu mandato , na OAB.SP , está mais preocupado em tentar enfraquecer este que se avizinha como o mais eficaz CNJ de todos os tempos , ao propor esta estapúrdia medida , que só beneficia os desonestos e irresponsáveis aplicadores das Leis e da Carta Magna , ou seja , expurgáveis Magistrados que tanto mal fazem a Sociedade Brasileira .
Sincera e Respeitosamente , é uma lástima tal iniciativa !

Democracia?

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

A grande moléstia que acabou com a Ordem dos Advogados do Brasil foi colocar a advocacia de lado quando o assunto é decidir a forma de atuação, e o que efetivamente defender. Ora, todos os advogados paulistas possuem no mínimo curso superior, estando assim aptos a opinarem sobre variados temas, notadamente os que interessam ao exercício da profissão. Entretanto, a Ordem insiste em lançar "ideias" que nem de longe foram aprovadas por todos os advogados, ou pelo menos pela maioria, ou sequer postas à discussão. A democracia na OAB é apenas um discurso vazio, retórico, lamentavelmente.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 11/01/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.