Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Despesas de manutenção

OAB-MS pede que OAB nacional intervenha junto a TRT

A Ordem dos Advogados do Brasil de Mato Grosso do Sul pediu a intervenção da  Conselho Federal da OAB para combater a cobrança feita pelo Tribunal Regional do Trabalho para manutenção, conservação e vigilância das salas da OAB sediadas na Justiça do Trabalho. A exemplo de Mato Grosso do Sul, a demanda já foi apresentada por outros estados, o que motivou o Conselho Federal a entrar com medida no Conselho Nacional de Justiça solicitando a suspensão da cobrança.

O pedido foi feito pelo presidente da OAB-MS, Júlio Cesar Souza Rodrigues, ao presidente da OAB, Marcus Vinícius Furtado Coêlho, durante reunião nesta quarta-feira (20/2). Júlio Cesar apontou, ainda, outras reivindicações que precisam da atenção do Conselho Federal, como o acompanhamento das preposições, no Congresso Nacional, que tratam da advocacia pública, a reformulação do Quinto Constitucional (proposta de reforma da Constituição Federal), e a adoção de piso salarial para os advogados. O apoio a construção do auditório para a Escola Superior de Advocacia de MS também fez parte da pauta da reunião.

No encontro, o presidente da OAB-MS solicitou a participação de membros da advocacia sul-mato-grossense nas comissões nacionais. “Com nossa representatividade em âmbito nacional, podemos reforçar o atendimento às demandas da classe. Temos um trabalho de peso e de referência que certamente contribuirá com as pautas e pleitos nacionais”, analisa Júlio Cesar. Com informações da Assessoria de Imprensa da OAB-MS.

Revista Consultor Jurídico, 21 de fevereiro de 2013, 14h21

Comentários de leitores

1 comentário

Faixa de Gaza

Zé Machado (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Estão pretendendo impor uma faixa de Gaz entre judiciário e OAB. Honorários de sucumbência, "nadica de pitibiriba"

Comentários encerrados em 01/03/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.