Consultor Jurídico

Colunas

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Agenda de Concursos

Confira quatro dicas para estudar melhor e ser aprovado

Por 

A oferta de bons salários está alta. Até meados de março, estão abertas inscrições para cinco concursos com remuneração na faixa dos R$ 20 mil. É a chance que têm os concurseiros para garantir, além de estabilidade, conforto. Mas a concorrência não será fácil. Por isso, escolhemos algumas dicas de estudos para que os candidatos otimizem o apendizado e aumentem as chances do tão sonhado emprego público.

1. Baixar a Constituição em áudio, para ouvir durante sua leitura
Para a professora Licínia Rossi, do cursinho LFG, ouvir o texto da Constituição ao mesmo tempo em que ele é lido ajuda em sua memorização. E é algo simples de fazer. Basta acessar o site da Câmara dos Deputados e baixar o áudio na íntegra ou em partes.

2. Quantidade não é qualidade
Segundo Licínia, estudar horas a fio, sem descanso, sem foco e sem planejamento em nada ajuda na fixação do conteúdo. Ela ensina a seus alunos uma técnica que consiste em marcar no relógio o limite de uma hora e ler, durante o período, um ou mais tópicos escolhidos para o estudo, reservando os dez minutos finais para que a leitura seja recapitulada em voz alta, à maneira de uma aula.

3. Planejar os estudos
“O ideal é que o plano de estudo tenha uma certa diversificação de matérias ao longo do dia para que não fique maçante”, afirma o professor João Aguirre, do cursinho LFG. “Mas a diversificação não pode ser muito grande, se não você acaba não estudando nada. Tem que fazer com proporcionalidade”, alerta ele. Para o professor, a parte fundamental do estudo está na formatação do plano, segundo duas principais diretrizes: quantas horas o aluno se propõe a estudar, e quanto tempo há até o concurso. “A partir daí eu consigo organizar os estudos. Se o prazo for menor, eu tenho que dar um foco para as matérias com um peso maior na prova”, sugere.

4. Saber por que as alternativas erradas estão erradas
“Eu acho muito válido estudar por meio de provas anteriores, por questões, mas desde que o aluno saiba porque cada uma das alternativas está certa ou está errada”, sublinha Licínia. Para ela, não adianta nada achar a resposta certa com uma fundamentação errada. “Muitas vezes o concurseiro vai por eliminação. Mas não necessariamente isso significa que ele sabe tudo, nem que está preparado”, afirma a professora. “Se ele não souber o porquê das respostas estarem erradas, ele não vai ter o conhecimento completo”, continua Licínia, que sugere estudar com ajuda de livros com exercícios resolvidos. “O ideal é saber qual o erro, qual é a pegadinha, qual tá errada. Isso é muito produtivo”, garante ela.

Veja os concursos para cargos jurídicos que estão em andamento:

Nacional

Ministério Público Militar
Promotor de Justiça Militar

As inscrições estão abertas até o dia 20 de março. Estão disponíveis nove vagas para o cargo de Promotor de Justiça Militar. A remuneração é de R$ 24.057,33. Para concorrer, é necessário bacharelado em Direito, e no mínimo três anos de exercício de atividades jurídicas. As inscrições podem ser feitas no site do Ministério Público Militar. Para acessá-lo, clique aqui.


Região Centro-oeste

Tribunal de Justiça do Distrito Federal
Oficial de Justiça avaliador

As inscrições estão abertas até 23 de fevereiro. São seis vagas para o cargo, com remuneração de R$ 7.566,41. O único requisito para concorrer é ter bacharelado em Direito. O edital pode ser encontrado no site do Centro de Seleção e Promoção de Eventos da Universidade de Brasília. Clique aqui para acessá-lo.

Tribunal de Justiça do Distrito Federal
Analista judiciário

As inscrições estão abertas até 23 de fevereiro. São 15 vagas para o cargo, com remuneração de R$ 7.566,41. Para concorrer, é necessário ser formado em Direito. O edital está no site do Centro de Seleção e Promoção de Eventos da Universidade de Brasília. Clique aqui para acessá-lo.

Ministério Público do Estado do Mato Grosso do Sul
Promotor de Justiça substituto

As inscrições ficam abertas até 19 de março. Estão disponíveis 10 vagas para o cargo de promotor de justiça substituto, com salário de R$ 18.610,06. Para concorrer, é necessário ser bacharel em Direito e ter exercido pelo menos três anos de atividade jurídica. As inscrições podem ser feitas no site do Ministério Público de Mato Grosso do Sul. Clique aqui para acessá-lo.


Região Norte

Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região (Pará e Amapá)
Juiz do Trabalho

As inscrições estão abertas até o dia 21 de março. São seis vagas abertas para o cargo de Juiz do Trabalho substituto, com salário de R$ 22.854,46. Para fazer parte do certame é necessário o bacharelado em Direito e o exercício de atividades jurídicas por pelo menos três anos. As inscrições podem ser feitas no site do TRT-8. Para acessá-lo, clique aqui.

Ministério Público do Estado de Rondônia
Promotor de Justiça

As inscrições estão abertas até o dia 18 de março. São 10 vagas disponíveis para o cargo de promotor de Justiça, sendo uma reservada a candidatos com deficiência física. O salário é de R$ 20.626,15. Para concorrer, é necessário ser formado em Direito e ter exercido, pelo menos, três anos de atividade jurídica. As inscrições podem ser feitas no site do Centro de Seleção e Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UNB). Para acessá-lo, clique aqui.


Região Sudeste

Polícia Civil de Minas Gerais
Analista

As inscrições serão abertas no dia 18 de março, e se encerram um mês depois, em 18 de abril. Para concorrer, é necessário ser formado em Direito. São 415 vagas disponíveis para o cargo de analista, com salário de R$ 1.707,55. As inscrições podem ser feitas no site da Academia de Polícia Civil de Minas Gerais. Para acessá-lo, clique aqui.

Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região (Campinas)
Juiz substituto

As inscrições ficam abertas até o dia 5 de março. São 19 vagas disponíveis para o cargo de juiz substituto, com remuneração de R$ 21.766,15. Os aprovados poderão servir como juiz substituto ou axiliar em qualquer uma das varas dentro da jurisdição do TRT-15. Para concorrer, é preciso ter bacharelado em Direito e ter exercido no mínimo três anos de atividade jurídica após a obtenção do diploma. As inscrições podem ser feitas pelo site do Tribunal. Clique aqui para acessá-lo.


Região Sul

Tribunal de Justiça do Estado de Santa Catarina
Juiz substituto

As inscrições ficam abertas até o dia 15 de março. São 39 vagas disponíveis para o cargo de juiz substituto. A remuneração não foi informada. Para concorrer, é necessário ser formado em Direito e ter exercido pelo menos três anos de atividade jurídica. As inscrições podem ser feitas pelo site do Tribunal de Justiça de Santa Catarina. Cliquei aqui para acessá-lo.

Ministério Público do Estado de Santa Catarina
Promotor de Justiça

As inscrições ficam abertas até o dia 5 de março. São 30 vagas disponíveis para o cargo de Promotor de Justiça, sendo duas reservadas a pessoas com deficiência. A remuneração não foi informada. Para concorrer, é preciso ser formado em Direito e ter exercido pelo menos três anos de atividade jurídica. As inscrições podem ser feitas no site do MP-SC. Para acessá-lo, clique aqui.

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 21 de fevereiro de 2013, 7h30

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 01/03/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.