Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Suspeitos de conspiração

Jornalistas são presos em caso de escutas ilegais

A polícia britânica prendeu seis pessoas na manhã de quarta-feira (13/2) envolvidas na investigação do caso de escutas telefônicas no extinto tabloide britânico News of the World. As prisões são parte de uma nova linha de investigação. As informações são da agência AFP.

Em comunicado, a Scotland Yard apontou a a existência “nova suposta conspiração para interceptar mensagens de voz” pelos funcionários do jornal entre 2005 e 2006, diferente da apuração que terminou com acusações formais.

A polícia não informa a identidade dos detidos. Diz apenas que são três homens e três mulheres, com idade entre 36 e 46 anos, jornalistas e ex-jornalistas — cinco prisões ocorreram em Londres e outra em Cheshire, no noroeste da Inglaterra.

Apolícia diz ainda que eles estão sendo interrogados e agentes fazem inspeções em vários locais. De acordo com os investigadores, as supostas vítimas das interceptações serão ouvidas "em seu devido tempo".

O caso
O tabloide News of the World, fechado em julho de 2011, foi acusado de grampear os telefones de 800 pessoas desde 2000. Entre os alvos das escutas, estão celebridades, políticos, integrantes da família real e também vítimas de crimes, pois o objetivo era tentar obter informações exclusivas. 

Revista Consultor Jurídico, 14 de fevereiro de 2013, 16h15

Comentários de leitores

1 comentário

Já no Brasil....

Radar (Bacharel)

Se fosse aqui no Brasil (e é bem possível que também aqui ocorra), nem sequer viria a tona, porque a mídia direitona, partidária e medieval, abafaria. Lá a imprensa é submetida a controle. Aqui ela é um cavalo sem sela. E todo aquele que cogita algum tipo de limite, é tido por fascista.

Comentários encerrados em 22/02/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.