Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

À revelia

Jornalista inglês é condenado por ofender Ricardo Teixeira


A Justiça do estado do Rio de Janeiro condenou por danos morais o jornalista inglês Andrew Jennings, que acusou o ex-presidente da CBF, Ricardo Teixeira, de receber R$ 15 milhões de propina de uma agência de marketing. As informações são do Jornal do Brasil.

Jennings terá de pagar R$ 10 mil ao ex-dirigente por ter feito comentários durante entrevista concedida ao blog do deputado federal Romário, onde se referiu a Teixeira como “bandido” e “corrupto”.  Na ocasião da entrevista, em 2011, o jornalista investigava a denúncia de que Ricardo Teixeira teria recebido propina para facilitar a transmissão das partidas da Copa do Mundo de 2014. O ex-presidente da CBF entrou com a ação por danos morais contra Jennings. A decisão, favorável ao impetrante, foi publicada em 22 de novembro, no Diário da Justiça do Estado do Rio.

O repórter, que esteve a trabalho no Congresso Federal em Brasíla, em janeiro, foi intimado à comparecer à audiência de conciliação naquele mesmo mês. Contudo, por não ter se manifestado nos autos, o juiz Augusto Alves Moreira Júnior decidiu a favor do autor da ação. “[A] revelia induz à presunção de que os fatos narrados pelo autor são verdadeiros, ou seja, que o conteúdo da entrevista concedida pelo réu era injusto e ofensivo”, disse o juiz.

Ao Jornal do Brasil, o jornalista disse desconher o fato de que era réu em uma ação no Rio de Janeiro. "É um absurdo, não faz o menor sentido, eu nem sabia que tinha esta acusação formal contra mim", disse.

Revista Consultor Jurídico, 10 de fevereiro de 2013, 16h43

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 18/02/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.