Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

NA DÚVIDA

Restos mortais de Pablo Neruda serão exumados

O juiz chileno Mario Carroza ordenou que os restos mortais do poeta Pablo Neruda sejam exumados. Carroza tomou a decisão com base em uma denúncia apresentada pelo Partido Comunista do Chile. A denúncia foi embasada em declarações do ex-motorista de Neruda, que afirma que o poeta pode ter sido assassinado. As informações são do portal El Mostrador.

Até então, com base em relatórios médicos, apesar de dúvidas e especulações, todos acreditavam que Neruda, falecido em 1973, havia morrido de complicações do câncer, doze dias depois do golpe que conduziu o ditador Augusto Pinochet ao poder.

Porém, segundo declarações do antigo motorista do poeta, Manuel Araya, feitas em 2011, o poeta teria sido assassinado por agentes do regime militar, com uma injeção letal enquanto seguia internado para tratar do câncer em um hospital de Santiago.

A exumação, de acordo com a ordem expedida pelo juiz, deve ocorrer em março. Laureado com o Prêmio Nobel em 1971, Neruda está enterrado ao lado de sua esposa, Matilde Urrutia, na casa que hoje abriga um museu em Isla Negra, no litoral do país.

Revista Consultor Jurídico, 9 de fevereiro de 2013, 19h21

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 17/02/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.