Consultor Jurídico

Comentários de leitores

6 comentários

Margarida- quem viver verá

Idanantes (Oficial de Justiça)

Para quem acompanhou a colaboração do Mestre José Renato Nalini, nas colunas do JJ e sua trajetória na vida pública, já o conhece suficiente e sabe que está ai, antes do advogado, do professor de direito, do juiz, do juiz corregedor, e de muitos outros títulos, em primeiro lugar: um ser humano,um cidadão humilde, correto,seguro, experiente, educado, justo, porém, exigente e defensor de que se faça JUSTIÇA, sempre...Parabéns e boa sorte!

Passado, presente e futuro.

Eduardo. Adv. (Advogado Autônomo)

Receio que o futuro (em razão do passado recente e o presente que nos é apresentado) será de dificuldades ainda maiores para o jurisdicionado, aquele que opta conscientemente pelo recurso ao serviço público que DEVE ser prestado pelo TJ/SP.

Que a gestão Nalini seja alvissareira

Luiz Gustavo Marques (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Coaduno com o entendimento do Marcos Alves Pintar, assim também com sua expectativa de que o novo presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo tenha a sensibilidade de tratar a advocacia com o devido respeito e atenção, pois nesse quesito a gestão Sartori foi ruinosa, ora permitindo o acesso dos advogados aos fóruns somente às 11 horas, depois limitando o acesso das 10:00 às 18:00 horas e, finalmente, quando o CNJ encerrou a questão determinando que as unidades forenses mantenham expediente regular das 9:00 às 19:00 horas, enfim, proibindo a distribuição de senhas para os causídicos e população que se encontrem nas filas de protocolos e distribuições próximo ao horário limítrofe (pouco importando se a pessoa chegou há dez, quinze, vinte minutos ou mesmo horas).

O TJ-SP está de parabéns !

João Francisco, Monte Aprazível (Auditor Fiscal)

Parabéns ao desembargador José Renato Nalini! Sua eleição para a presidência do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo é motivo de comemoração para todos os operadores do Direito, uma vez que se trata de um homem de trato afável e simples, mas de notável cultura jurídica e humanística. Posso dizer que tive a honra e a satisfação de tê-lo como integrante da banca de mestrado e doutorado na Faculdade de Direito da USP-Largo São Francisco.

Esperança

PAULO FRANCIS (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

O Desembargado Nalini se se apresentou como um homem que faz diferença.
Espero que ele aja como tal, fazendo diferente e que tire o TJSP da idade média.

Portas abertas

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Espero que o novo Presidente do TJSP corrija uma grave falha da administração do Desembargador Ivan Sartori, que foi tratar a advocacia paulista como algo "de fora", não lhe conferindo a devida atenção.

Comentar

Comentários encerrados em 12/12/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.