Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Luto no TJ-RS

Morre o desembargador Antônio Palmeiro da Fontoura

Desembargador Antônio Corrêa Palmeiro da Fontoura, do TJ-RS - 23/08/13 [Leonid Streliaev]Morreu nesta quinta-feira (22/8), pela manhã, em Porto Alegre, o desembargador Antônio Corrêa Palmeiro da Fontoura, do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul. Natural de Porto Alegre, 66 anos, o desembargador deixa esposa e dois filhos. A cerimônia de cremação ocorre nesta sexta, (23/8), às 14 horas, no Crematório Metropolitano da Capital. 

Antônio Corrêa Palmeiro da Fontoura formou-se em Ciências Jurídicas e Sociais pela UFRGS, em 1970. Em 1980, iniciou na magistratura como pretor, atuando na 5ª Vara Cível de Porto Alegre e na 2ª Vara de Viamão. Foi empossado, em 1985, como juiz de Direito, julgando nas comarcas de Tenente Portela, Triunfo, Campo Bom e Novo Hamburgo. Foi juiz eleitoral em Tenente Portela, Miraguaí (1985/86) e Triunfo (1988), e diretor do Foro de Novo Hamburgo. Promovido, foi a Porto Alegre em setembro de 1992. Dois anos depois, classificou-se na Vara de Delitos de Trânsito, tendo atuado também na Turma Recursal Criminal.

No Tribunal de Justiça, Fontoura exerceu suas atividades desde março de 2000 como juiz convocado em regime de exceção, na 6ª Câmara Cível. Em dezembro de 2001, passou à 1ª Câmara Especial Cível (Direito Público). Foi promovido a desembargador em 10 de fevereiro de 2003, atuando na 6ª Câmara Cível. Com informações da Assessoria de Imprensa do TJ-RS. 

Revista Consultor Jurídico, 23 de agosto de 2013, 9h36

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 31/08/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.