Consultor Jurídico

Comentários de leitores

9 comentários

Praetor

Carlos (Advogado Sócio de Escritório)

Praetor.
.
Ora, quem vive discutindo com o dr. Marcos Pintar, aqui neste espaço, não sou eu e sim o senhor. Parece que o senhor tb não aceita muito a opinião diferente dos outros...
.
Muitas vezes escrevo correndo aqui, e minha redação não fica boa mesmo (pontuação, etc.)
.
Porém, quando peticiono, escrevo bem.
.
Se bem que não adianta muito, pois muitos magistrados nem leem (não tem mais acento...) com atenção as petições...

É isso

Prætor (Outros)

Ao valente Carlos: aprenda a respeitar a opinião alheia, ainda que não goste dela.
Gostaria de saber se o Sr. tem os números do orçamento do TJSP, inclusive rubricas específicas quanto às despesas com horas-extras por trabalho dos servidores fora do expediente. Já que se diz tão bem informado assim, publique um artigo no Conjur a respeito. Ou está falando sobre algo que não sabe?
E uma dica: procure melhorar sua redação, atendo-se ao tema discutido. Isto poderá torná-lo um advogado melhor.

Prætor (Outros)

Carlos (Advogado Sócio de Escritório)

Prætor (Outros)
.
Bom, o que não falta no TJSP é dinheiro.
.
Aliás é preciso enxugar os gastos DESNECESSÁRIOS com juízes. Verba para comprar notebook? os juízes não conseguem comprar com o que ganham?
.
Prætor (Outros). Não está satisfeito com o cargo que tem (se é que é juiz). pede para sair.
.
É assim que funciona o mercado. Um amigo meu, delegado federal, depois de mais de 20 anos na instituição, cansou da politicagem e pediu aposentadoria.
.
Quem vai pagar as horas extras do funcionário que deve atender os advogados que estiverem na fila, dentro do fórum, após às 19:00, acho que é um problema do TJSP e não da União ou da OAB.
.
Quando um magistrado, concede 10% de honorários de sucumbência, mesmo sabendo que ele (aliás o CPC, nem deveria dar está margem de interpretação. Mesmo pq o juiz jamais saberá o qual foi o trabalho do advogado no processo. Juiz não deve avaliar o qto o advogado atuou no processo para aplicar os honorários de sucum. Na minha opinião muitos juízes não consegue nem arbitrar de forma justa um dano moral que muitas vezes é grave, quanto o mais dizer se o advogado que ele nunca viu, que trabalhou muito ou pouco em tal processo. Só aqui neste país mesmo), advogado trabalhou muito no processo, ele, advogado vai acionar o Judiciário para receber o que lhe é devido?
.
Suas colocações aqui, não fazem o menor sentido.
.
Tenho pena de quem tem o processo analisado pelo senhor (se é que és magistrado...).

Hora-extra? É só trabalhar!

DBS (Assessor Técnico)

É só fazer o trabalho que tem que ser feito, pago com o dinheiro do contribuinte. Nem vai precisar de hora-extra.

E ai Praetor?

DBS (Assessor Técnico)

Sangrou muito com essa?
Sem advogado, NÃO HÁ JUSTIÇA!
Entendeu?

Excelente

Rildo Matos Lorentz (Advogado Autônomo - Criminal)

Espero que a Conjur publique!
Excelente os comentários de Praetor!
Muito bom mesmo!
Nada mais justo do que a OAB e o CNJ (que tem recursos de sobra) arcarem com uma pequena parcela da jurisdição, já que se dizem integrantes do Sistema de Justiça e só reclamam dos serviços!

Não precisa.

Eduardo. Adv. (Advogado Autônomo)

Basta administrar bem os colaboradores do TJ.
Fazer com que servidores comecem a trabalhar dentro do horário de funcionamento do TJ, sem prejuízo de rodízios entre 09:00-10:00 e 18:00-19:00.
Agora, se o servidor começa a trabalhar 07:00 ou 08:00 (fóruns fechados) para almoçar às 11:00 e encerrar expediente às 13:00 ou 14:00, obviamente faltará mão de obra durante as outras cinco ou seis horas do dia...

fica a dica

Prætor (Outros)

Se eu fosse representante legal do Estado de São Paulo, que é quem paga os funcionários do TJSP, ingressaria com uma ação judicial de cobrança, em face da União (CNJ) e da OAB para que arquem com os valores de horas-extras que os servidores terão que fazer.

Trabalho além do expediente

Vinícius Abreu (Outros)

E aí, o CNJ vai pagar hora extra para os funcionários que ficarem depois de seu expediente ou é obrigação do servidor trabalhar além de sua jornada?

Comentar

Comentários encerrados em 24/08/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.