Consultor Jurídico

Comentários de leitores

4 comentários

A teoria na prática é outra - Outra vertente deste tópico

Citoyen (Advogado Sócio de Escritório - Empresarial)

A abordagem do Autor deste nota está irreparável, até o momento em que ele inscreve a conclusão, "venia concessa".
Como bem concordou o próprio Autor, a decisão é ABSURDA, como eu já afirmei anteriormente, ou, como preferiu um dos comentaristas anteriores, TERATOLÓGICA!
E, TERATOLÓGICA que é, "data vênia", o que significa ser MONSTRUOSA, conforme o Dicionário Houaiss da língua portuguesa, há que se analisar as condições em que o Judiciário Trabalhista por sua máxima Corte, pode assumir tal conclusão.
Lembro que um dos principais fundamentos da PEC 33, que pretende AMORDAÇAR o JUDICIÁRIO, É, essencialmente, o da "JUDICIALIZAÇÃO das RELAÇÕES SOCIAIS e o ATIVISMO JUDICIAL". Com esta decisão do Eg. TST, eu diria que deve ser acrescentado o argumento da JUDICIALIZAÇÃO das RELAÇÕES CONTRATUAIS.
Assim, eu me OPONHO à CONCLUSÃO do AUTOR, estimulando os COLEGAS a refutarem qualquer iniciativa do EMPREENDEDOR de um SHOPPING CENTER em efetivar o conteúdo TERATOLÓGICO daquela decisão terrivelmente sem fundamento do Eg. TST.
Não se constrói uma DEMOCRACIA desta forma.
Há que se LUTAR contra as iniciativas que objetivem "CAPAR" A SEGURANÇA JURÍDICA e o CONTEÚDO JURÍDICO SISTEMICAMENTE SUBSTANCIAL do DIREITO em VIGOR, que repele aquela decisão.

Mpt-pr

Joseph (Auditor Fiscal)

Esse mpt-pr e o tst são uma piada. Não bastasse o mpt pegar no pé de um banco de curitiba por permitir que crianças participassem de um coral tradicional de final de ano, agora vem com essa de responsabilidade de shopping com jornada de empregados de lojistas. Quero saber da responsabilidade do mpt e da drt em ir lá fiscalizar essa jornada de trabalho? É fácil empurrar pros outros a responsabilidade.

Decisão teratológica

Carlos Berg (Advogado Autônomo)

Sem necessidade de comentários

Insanidade

DJU (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Não sou especialista na matéria, mas, se entendi bem o exposto no excelente artigo, alguém enloqueceu no TST.

Comentar

Comentários encerrados em 8/05/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.