Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Advocacia pública

Procuradores dão parecer contra controle de jornada

A Associação Nacional dos Procuradores Municipais (ANPM) encaminhou no início do mês parecer ao Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil em que se mostra contra o controle de jornada dos advogados públicos. No documento, a associação defende a inclusão de dispositivo vedando o controle no Provimento 114/2006 do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil. 

O parecer afirma que o controle formal da jornada de trabalho não se apresenta portando como meio útil de prevenção às disfuncionalidades do poder; bem como que a prerrogativa não estatui em favor dos integrantes das carreiras, mas sim em favor do interesse da sociedade, que é de encontrar igualmente na Advocacia de Estado um complexo orgânico destinado a proteger o interesse coletivo.

"O controle formal da jornada de trabalho não se apresenta portanto como meio útil de prevenção às desfuncionalidades do poder, na medida em que ele nada diz quanto a qualquer dos dois vetores a orientar a Advocacia de Estado: sustenação ou aperfeiçoamento da ordem jurídica", diz o parecer. Com informações da Assessoria de Imprensa da ANPM.

Revista Consultor Jurídico, 14 de abril de 2013, 13h18

Comentários de leitores

1 comentário

Alhos e bugalhos

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

"Parecer"? Eles entregaram na verdade uma peça de defesa.

Comentários encerrados em 22/04/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.