Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Mandado judicial

Polícia prende advogado acusado de falsificar decisões

A Polícia Civil de Mato Grosso do Sul prendeu, nesta terça-feira (9/4), um advogado de 35 anos acusado de falsificar 18 decisões judiciais. O mandado de prisão presentiva foi expedido pela juíza da 3ª Vara Criminal de Campo Grande, Eucelia Moreira Cassal. As informações são do portal G1.

Segundo a Polícia Civil, as investigações da Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado (Deco) começaram a partir da informação da liberação de veículos no Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MS), através de decisão judicial e ofícios falsificados. Os veículos foram apreendidos e foi apurado que a decisão falsificada foi entregue pelo advogado.

No escritório do suspeito, foram apreendidas várias decisões judiciais com assinaturas falsificadas dos juízes, HDs e pen drives, onde foram encontrados 30 arquivos com decisões e assinaturas falsas. Também foram encontrados arquivos, em branco e preenchidos, com falsificações de atestados médicos utilizados pelo advogado. O suspeito foi indiciado pelos crimes de falsificação de decisões judiciais e uso de documento falso.

Revista Consultor Jurídico, 10 de abril de 2013, 16h19

Comentários de leitores

2 comentários

Presente de Grego!

GSOUZAREIS (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Claro e inequivoco que o termo PRISÃO PREVENTIVA utilizado na noticia, foi claro erro de digitação!
Mas caso fosse realmente criada nova modalidade de Prisão , seria mesmo PRESENTE DE GREGO hein! srsrsr.

Prisão presentiva

Vignon (Advogado Autônomo - Tributária)

Gostei desta nova modalidade de prisão. Seria uma prisão como presente?

Comentários encerrados em 18/04/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.