Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Lei de Talião

Tribunal saudita condena homem a ficar paraplégico

Um tribunal saudita condenou Ali al-Jawahir, de 24 anos, pelo ataque, cometido em 2003, que deixou seu amigo paralisado da cintura para baixo. Se ele não pagar um milhão de riales (cerca de R$ 540 mil) como compensação para a vítima, as autoridades devem aplicar a pena de deixá-lo paraplégico. As informações são do portal Terra.

A subdiretora da Anistia Internacional para o Oriente Médio e norte da África, Ann Harrison, pediu às autoridades sauditas que não apliquem esta "tortura". "Estes tipos de pena são completamente escandalosos, incluindo em um contexto como o da Arábia Saudita, em que a flagelação é um castigo frequente para algumas ofensas", disse Harrison em comunicado.

Segundo a Anistia Internacional, em 2010 um homem foi condenado a pena semelhante, mas não se sabe se a punição chegou a ser aplicada. A sharia — doutrina legal islâmica aplicada no país — tem mecanismos que preveem a punição baseada na Lei de Talião ("olho por olho, dente por dente").

Revista Consultor Jurídico, 5 de abril de 2013, 17h29

Comentários de leitores

1 comentário

Ensinou

Zé Machado (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Jesus Cristo, há mais de dois mil anos, ensinou o perdão e, as leis modernas, afastam qualquer punição corporal, por evolução do direito romano. Esses povos ainda vivem na pré-história do direito, aplicando ainda a lei do Talião.Que mundo complicado, credo!

Comentários encerrados em 13/04/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.