Consultor Jurídico

Notícias

"Injustificável açodamento"

José Roberto Salgado entra com ação contra Barbosa

Comentários de leitores

4 comentários

Para salvar tudo que já foi feito

Marcylio Araujo (Funcionário público)

É preciso não pôr em risco o amplo direito de defesa. Atitudes autoritárias do Presidente Barbosa, em nada ajudam a salvar tudo que já foi feito. Não se pode deixar brechas a contestações fundadas. Se o Regimento Interno já foi flexibilizado p/ o Procurador Geral (de 1h p/ 4h), pode-se exercer isonomia de tratamento. Não haverá mais prescrição dos crimes, pois que o julgamento já foi operado. Afinal, lembremos do parágrafo 2º do art. 339 do RISTF, que estabelece o pagamento de multa se o recurso for declarado meramente protelatório. Marcylio.

O direito sem máscaras.

wilhmann (Advogado Assalariado - Criminal)

Não se pode a essa altura da ação 470 fazer comentários meritórios sobre o processo e sobre o fato. Prima facie, a prova fática já foi completamente esmiuçada condenando-se quem deveria sê-lo. Mas a defesa intenta, querendo amarrar a terra ao sol, procrastinar o cadafalso merecidos dos salteadores dos cofres públicos. Veja que se tentou, tudo e mais um pouco, para que ação processasse de modo aritmético e o tempo geometricamente, visando o alcance pela prescrição o processo. Houve pedidos de ex-presidente e nada contra ele foi protocolado. Temor... ? Respeito....? O que faltou ou inviabilizou foi o fisiologismo!!!
Tangente ao procedimento que se confunde com o meritum, nada deve favorecer a salada de recursos procrastinatórios. São teses absurdas e paradoxais dos advogados, réus que esteveram no governo, e saíram, graças a Deus, e que deveriam eticamente se julgar, no mínimo, suspeito.

O direito sem mascaras

wilhmann (Advogado Assalariado - Criminal)

Não se pode a essa altura da ação 470 fazer comentários meritórios sobre o processo e sobre o fato. Prima facie, a prova fática já foi completamente esmiuçada condenando-se quem deveria sê-lo. Mas a defesa intenta, querendo amarrar a terra a sol, procrastinar o cadafalso merecidos dos salteadores dos cofres públicos. Veja que se tentou, tudo e mais um pouco, para que ação processasse de modo aritmético e o tempo geometricamente, visando o alcance pela prescrição. Houve pedidos de ex-presidente e nada contra ele foi protocolado. Temor... ? Respeito....? O que faltou ou inviabilizou foi o fisiologismo!!!
Tangente ao procedimento que se confunde com o meritum, nada deve favorecer à salada de recursos procrastinatórios. São teses absurdas e paradoxais de advogados, réus que esteve no governo, e saíram, graças a Deus, e que deveriam eticamente se julgar no mínimo, suspeitos.

herói

Ricardo T. (Outros)

Apesar do Joaquim ser meu herói, ao lado da Eliana, Protógenes e Fausto, ele parece meio ditador. Eu gosto de ditadores. Joaquim para Presidente!

Comentar

Comentários encerrados em 13/04/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.