Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

A Inocência dos Muçulmanos

Atriz de filme que causou revolta processa diretor

A atriz Cindy Lee Garcia, do filme A Inocência dos Muçulmanos, entrou com um processo na semana passada em um tribunal estadual de Los Angeles contra Nakoula Basseley Nakoula, considerado o responsável pelo filme. Ela alegou que foi enganada e que sua vida foi posta em risco com vídeo. Na ação, Cindy diz que foi levada a acreditar que o filme tratava-se de uma aventura no deserto. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

O caso é o primeiro processo civil conhecido ligado ao vídeo, que mostra o profeta Maomé como um tolo mulherengo. O filme provocou uma onda de violência anti-EUA em todo o mundo muçulmano no aniversário do 11 de Setembro e nos dias seguintes. A violência incluiu um ataque a instalações diplomáticas dos EUA em Benghazi, na Líbia, em que o embaixador dos EUA e outros três norte-americanos foram mortos.

O caso de Cindy também cita como réus o YouTube e seu controlador, o Google, pela distribuição do filme na internet. Um juiz do tribunal da Califórnia negou na quinta-feira (20/9) o pedido da atriz para que o YouTube retirasse o filme do site.

O Google já rejeitou um pedido da Casa Branca para reconsiderar sua decisão de manter os vídeos no YouTube, mas a empresa bloqueou o filme em alguns países muçulmanos, como Egito e Líbia. A Casa Branca pediu ao Google para avaliar se o vídeo violou os termos de serviço do YouTube.

Revista Consultor Jurídico, 24 de setembro de 2012, 20h09

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 02/10/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.