Consultor Jurídico

Colunas

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Ranking de Notícias

Condenação de acusados no mensalão foi destaque

O ministros do Supremo Tribunal Federal votaram, na quinta-feira (13/9) pela condenação, por lavagem de dinheiro, de oito dos dez réus julgados no item 4 da denúncia da Ação Penal 470, o processo do mensalão. Apenas Ayanna Tenório, ex-vice presidente do Banco Rural, e Geiza Dias, ex-gerente financeira da SMP&B Propaganda, foram absolvidas. Ayanna foi absolvida por unanimidade. Geiza, por sete votos a três, ficando vencidos o relator, ministro Joaquim Barbosa, e os ministros Luix Fux e Marco Aurélio. Em sessão que se estendeu por quase seis horas, sem intervalo, os ministros encerraram a votação do item que tratava das imputações de lavagem de dinheiro. Clique aqui para ler.

Escutas ilegais
O Tribunal Regional Federal da 1ª Região declarou, na terça-feira (12/9), nulas as interceptações telefônicas requeridas pelo Ministério Público na Operação Trem Pagador, que investigou o ex-presidente da Valec, José Francisco das Neves, o Juquinha. Segundo o relator do processo, desembargador Tourinho Neto, as escutas contrariaram a lei que regula as interceptações telefônicas. Clique aqui para ler.

Indicação derrubada
Foi destaque também a decisão do Supremo Tribunal Federal que derrubou a indicação de um juiz feita pela presidente da República, Dilma Rousseff, para o Tribunal Regional Federal da 2ª Região. Por unanimidade, o Supremo acolheu o Mandado de Segurança impetrado pela Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) e outras entidades da magistratura contra a indicação. A presidente indicou o juiz federal Marcelo Pereira da Silva e não o juiz Aluísio Gonçalves de Castro Mendes, que havia sido incluído pela terceira vez em lista tríplice para promoção por merecimento. Clique aqui para ler.


Especiais
A segunda parte da entrevista do ex-ministro da Justiça Miguel Reale Júnior à ConJur, foi ao ar última sexta-feira (7/9).  Na entrevista, Reale Júnior revela porque saiu do Ministério da Justiça e comenta o início do julgamento da Ação Penal 470  Clique aqui para ler.


Audiência 
Medição do Google Analytics aponta que a ConJur recebeu 540 mil visitas e teve 798 mil visualizações de página na semana entre 7 e 13 de setembro. A terça-feira (11/9) foi o dia com mais acessos, quando o portal recebeu 163 mil visitas. A reportagem mais lida, com 6,3 mil visitas, a decisão do Supremo Tribunal Federal que derrubou a indicação de um juiz feita pela presidente da República, Dilma Rousseff. Clique aqui para ler.

A segunda reportagem mais lida, com 5,8 mil acessos, fala da boa recepção dos Ministros do Superior Tribunal de Justiça e do Supremo Tribunal Federal à indicação do ministro Teori Zavascki, do STJ, para a vaga de Cezar Peluso na Corte Supremo. Clique aqui para ler.


AS 10 MAIS LIDAS
Supremo derruba indicação feita por Dilma ao TRF-2
Ministros comemoram nomeação de Zavascki para o STF
Teori Zavascki, do STJ, será novo ministro do Supremo
Revisor pede atenção a contraditório e irrita Barbosa
TJ-SP tranca inquérito contra advogada de Lindemberg
Direitos do cidadão do tipo "azar o seu"
Sky deverá deixar de cobrar por ponto extra
Receita Federal cria nova obrigação para os contribuintes
PEC altera escolha dos futuros ministros do STF
Juiz não pode basear decisão só em argumentos do MP


AS MANCHETES DA SEMANA
STF condena oito acusados de lavagem de dinheiro no mensalão
Consumidor não deve pagar imposto por energia elétrica roubada
Correios ingressam com dissídio coletivo no TST
Revisor pede atenção a contraditório e irrita Barbosa 
Lewandowski condena um e absolve dois réus do mensalão
Supremo derruba indicação feita por Dilma ao TRF-2 
Juiz não pode basear decisão apenas nos argumentos do MP
Revisão Criminal pode absolver condenado por Tribunal do Júri
É abusiva multa em contrato se cliente desiste da ação
É necessário dolo para intervenção federal por dívida
Joaquim Barbosa condena réus por lavagem de dinheiro
Imunidade para livro eletrônico ganha força no Supremo
Teori Zavascki, do STJ, será novo ministro do Supremo 
STF começa a analisar lavagem de dinheiro no mensalão
“Caricatura depende de autorização do caricaturado”
Tributarista contesta incidência de ICMS sobre outdoor
STJ também vai barrar Habeas Corpus substitutivo

Revista Consultor Jurídico, 15 de setembro de 2012, 7h04

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 23/09/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.