Consultor Jurídico

Artigos

Legitimidade democrática

PPP no Judiciário é ameaça à imparcialidade

Comentários de leitores

4 comentários

colóquio

Cid Moura (Professor)

Percebe-se que autor não conhece as PPs (infelizmente) Este modelo já existe na Europa há 20 anos. Os fundamentos contrários são tão fracos que desmoronam como um castelo de cartas. Vejamos:
Quem administra os sanitários do Forum? As secretarias?
Quem administra a portaria do Forum? As secretarias?
Quem administra a garagem do Forum? As secretarias?
Quem administra o fornecimento de guias do Forum? As secretarias?
...
Falta ainda algum serviço que o parceiro privado possa administrar? Ainda, a Ad ser totalmente pública impediu o rombo do TRT paulista?
Venhamos!

como já diria Lenine

Leneu (Professor)

"Que fazer?"

O USO de CHAVÕES TEÓRICOS é NORMAL no PRESIDENTE.

Citoyen (Advogado Sócio de Escritório - Empresarial)

Pois é, dirão alguns, mas o que são os chavões teóricos? Exemplo deles teremos no período final do artigo do presidente da OAB RJ, cuja posição tem sido muitas vezes confusa e profundamente estranha.
Estou de pleno acordo, portanto, com as conclusões de meu Colega, Fernando Bornéo, ao comentar o artigo.
Também não vejo no tartamudear dos artigos do Presidente da OAB RJ senão o desejo de se manter nas manchetes, como se político fosse ou desejasse ser, rapidamente. Sua campanha para a presidência da seccional da OAB RJ foi, sem dúvida, um momento alucinante de demonstração do treinamento que já então fazia. Efetivamente, nas esquinas, nas ruas, próximas aos locais de votação da OAB e em bandeirolas portadas por Cidadãos e Cidadãs comuns, manifestamente não integrados ou vinculadas à OAB, viam-se seu nome - sem qualquer outro da sua chapa! - como se os eleitores fossem os mesmos que estariam obrigados ao voto numa eleição municipal ou estadual.
Todavia, se estou de pleno acordo em que NÃO É indício de INDEPENDÊNCIA, SERENIDADE e AUTONOMIA a existência de PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS dos Tribunais com entidades privadas, prestadoras de SERVIÇO PÚBLICO, o fato é que S. Sa. usou CHAVÕES, gerais e indeterminados, incapazes de motivar ou serem identificados e reconhecidos.
Assim como já decidiu o EG. CNJ que o custeio aos Magistrados, por entidades privadas ou entidades financeiras, de seminários ou treinamentos realizados em hotéis ou lugares turísticos devem ser coibidos e evitados, pelo menos, NÃO É CRÍVEL que os TRIBUNAIS, custeados por EMPRESAS, ainda que CONCESSIONÁRIAS, disponibilizem para o CIDADÃO que procure o JUDICIÁRIO, um local, com recursos materiais, para que NEGOCIAÇÕES sejam MEDIADAS pelos próprios TRIBUNAIS. Isto tem que acabar!

HAJA TAPETE PARA SE JOGAR SUJEIRA PRÁ BAIXO DELE

Fernando Bornéo (Advogado Autônomo)

Impressiona o comentário do Presidente da Seccional da OAB/RJ ao falar em ameaça à imparcialidade dos magistrados em parceria público-privada. O que fez até agora o representante dos advogados do Rio de Janeiro quanto à espúria parceria do Poder Judiciário com a Telemar Norte Leste S/A, que usa os próprios do Poder como escritórios comerciais e divulga, em seu site, o ranking das mais demandadas, e que, curiosamente, figura há muito tempo em primeiríssimo lugar? Enquanto advogados circulam, feito loucos, nos corredores do Forum, os defensores da parceira do Poder Judiciário ficam confortavelmente nas salas para eles disponibilizados (os Expressinhos), equipada com autofalantes para não perderem o horários de suas inúmeras audiências. Aliás, a AMPLA, concessionária de energia elétrica aproveitou a carona e ganhou uma generosa salinha, com ar condicionado e tudo o mais. Nota-se do comentário uma preocupação do comentarista em falar das dificuldades de recursos de modo a permitir a continuidade do enorme canteiro de obras aberto pelo Poder Judiciário do RJ, quando na verdade sua preocupação não é com nada disso. Sua preocupação é para não por em risco a enorme arrecadação com os 10% sobrados do jurisdicionado quando deveriam ser cobrados das custas arrecadadas. Não se iludam, o Presidente da OAB/RJ não demorará muito terá seu nome nas ruas candidato a algum cargo político, pois este é o seu perfil. O povo está perdido.

Comentar

Comentários encerrados em 2/04/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.