Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Eleições no MP-SP

Felipe Cavalcanti ganha eleição para procurador-geral

Por 

Mesmo dividida, a oposição saiu vitoriosa da eleição para procurador-geral de Justiça do Estado de São Paulo. Felipe Locke Cavalcanti é o primeiro colocado na lista tríplice Ministério Público do Estado de São Paulo vai enviar ao governador do estado Geraldo Alckmin, para que seja nomeado o novo líder do MP-SP. A votação foi neste sábado (24/3).

A diferença de votos entre Cavalcanti e o candidato da situação Márcio Fernando Elias Rosa foi pequena. Enquanto o primeiro candidato recebeu 894 votos, o segundo colocado na lista teve seu nome proclamado por 838 dos 1.730 promotores e  procuradores de Justiça que compareceram às urnas, com direito a votar em três nomes. O terceiro na lista foi o candidato de oposição Mário de Magalhães Papaterra Limongi, que obteve praticamente metade dos votos de Cavalcanti: 445.

A tendência é que Alckmin endosse o que foi decidido pelos procuradores do MP-SP, respeitando a ordem da lista tríplice. O governador tem 15 dias para nomear o homem que vai substituir Fernando Grella Vieira. Após a apuração do resultado, Cavalcanti disse que esse é o voto de confiança que ele precisa para “buscar uma administração que desburocratize o trabalho do MP-SP e se aproxime cada vez mais da população, uma vez que a função do órgão é servir ao povo”.

Houve ainda 3.004 votos em branco e 9 votos nulos, mostrando que muitos dos eleitores votaram em apenas um dos três nomes que deveriam indicar, nessa que foi a primeira eleição eletrônica para procurador-geral de Justiça na história do MP-SP. Terminais foram instalados na capital paulista e nas 11  regionais da instituição no interior e  litoral. Com isso, o órgão conseguiu um recorde: o menor índice de abstenção da história: 6,5%.

Felipe Locke Cavalcanti tem 47 anos. Ingressou no Ministério Público em 1988, quando aprovado em primeiro lugar no concurso para promotor de Justiça substituto. É procurador de Justiça desde agosto de 2009. Com informações da Assessoria de Imprensa do MP-SP.

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 24 de março de 2012, 20h34

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 01/04/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.