Consultor Jurídico

Comentários de leitores

26 comentários

Toron ladeira abaixo

dudusampaio (Estudante de Direito - Criminal)

Cada vez que o candidato Toron se pronuncia promove um dilúvio.
Apóia a Defensoria Publica contra os interesses da advocacia na preservação do Convênio. Em uma frase perde 50 mil votos!!
Depois é desmentido por Hermes Barbosa em sua estória de um HC.
Mais votos perdidos!!
Publica um milionário anuncio no Estado de São Paulo para falar aos advogados . O dinheiro sobra . O que falta são advogados a o apoiar
Prof. Sayeg com proverbial ironia comenta o pedido de apoio a Hermes Barbosa. Prato feito a demonstrar o isolamento político de Toron, com refinado deboche.
Em sua defesa os funcionários de seu escritório desdobram- se para defender O chefe !!
Até de rico o chamam , insinuando que este predicado o colocaria acima dos demais advogados!!
Esconde os 06 anos que serviu a Durso na OAB!!
Na minha opinião as eleições com o Toron saem do marasmo geral.
Ficam divertidas!!
Com a palavra o chefe supremo !!

Toron: orgulho e inspiração de toda a classe dos advogados

Antonio Tide Tenório. A. M. Godoi (Advogado Sócio de Escritório - Criminal)

Parabenizo a você, pela coragem e altruísmo em doar-se à causa tão nobre, colocando seu nome para disputar a presidência da O.A.B./SP. Sei que tal decisão, representou para você sacrifício, que somente um advogado conhecedor das dificuldades enfrentadas em nossa profissão e comprometido com ideais de justiça e liberdade podem se submeter.
Siga em frente! Parabenizo, desejando muita força e garra a todos que se uniram a você nesta caminhada. Saibam todos, que sua candidatura, por si só, já representa uma vitória para toda a classe.
Tenho muito orgulho e admiração de ter trabalhado com você e todos do escritório. Inspiro-me, diariamente, no seu exemplo de profissional comprometido (estudioso, sério e honesto)e de pessoa que volta os olhos aos mais necessitados.
Vozes contrárias podem surgir no caminho, mas tenham certeza que vocês (você e as pessoas que o apoiam) estão no caminho certo para a o fortalecimento da advocacia e da administração da justiça.

Não cospe não....apenas quer mudança!!!!!!!

Carlos Simões (Advogado Assalariado - Criminal)

Prezado colega Brecailo,
Seu questionamento beira um equivoca de grandes proporções. Prefiro ter um presidente da Ordem que não vai usar a maquina da administração em seu favor, por já possuir recursos conquistados com muito estudo e trabalho como advogado. Do que outros que a querem apenas para lutar por interesses próprios. Como recursos ele já os tem como afirmou. Será um ótimo representante para a advocacia paulista com plausível senso de justiça e mudança!!!!!!!!
Pense nisso.
Cordialmente
Carlos Simões

Congratulações

Ricardo Sayeg (Advogado Sócio de Escritório)

Parabéns ao amigo, por ser um homem de posição.
Sinto muito, o Hermes me amar mais ...
Saudação ao Tribuno,
Ricardo Sayeg

Esse gospe no prato que come

Brecailo (Advogado Autônomo - Consumidor)

Quais interesses movem um milionário candidato à presidência da OAB/SP, que se desloca de helicóptero e carissímos carros importados, que é proprietário de ilha no litoral, que recebe honorários milionários e gasta uma fortuna mensalmente em assessoria de imprensa como advogado e agora, como candidato, oito meses antes das eleições, gasta mais de R$ 100.000,00 (Cem mil reais) comprando 1/4 de página nos principais jornais para atacar a atual gestão da OAB/SP, da qual fez parte por 6 (seis) anos?

Ainda sob a carteira

MV70 (Advogado Autônomo - Civil)

É a opinião do meu colega eu respeito isso. Mas na OAB é carteira, pois ninguém vai na cerimônia de entrega de carteirinha. E quanto ao respeito e a dignidade isso decorre daquele que porta o documento.

Carteirinha

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Discordo, prezado MV70 (Advogado Sócio de Escritório - Civil). Faço questão de dizer que nós advogados (pelo menos os que não fazem parte do "grupinho" que domina a OAB) temos uma "carteirinha", na acepção mais pura do termo (no sentido diminutivo). Na prática, a "carteirinha" do clube ou da academia é "documento" que confere a seu portador muito mais respeito e dignidade do que a "carteirinha" da OAB.

Ao colega Marcos Alves Pintar

MV70 (Advogado Autônomo - Civil)

Só uma retificação Dr. carteirinha é de clube e academia a da OAB é carteira.

APOIOS

WTF (Advogado Autônomo)

PREZADO CANDIDATO. SEU DISCURSO EM MUITO SE AFASTA DO QUE PRATICOU UM DE SEUS ENTUSIASMADOS APOIADORES ENQUANTO ESTEVE À FRENTE DO MINISTÉRIO DA JUSTIÇA. REGULAMENTOU A INVASÃO DOS ESCRITÓRIOS DE ADVOCACIA, CHEFIOU A POLÍCIA FEDERAL QUANDO SE ESTEVE A UM PASSO DE SE INSTALAR UM ESTADO POLICIAL NO BRASIL, ENDOSSOU AS OPERAÇÕES ESPETACULOSAS ATENTATÓRIAS À DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA E A INSTAURAÇÃO DE INQUÉRITOS POLICIAIS GRAVADOS COM SIGILO ABSOLUTO (AQUELES EM QUE ADVOGADOS NÃO TINHAM ACESSO), ALÉM DE TER DECLARADO PUBLICAMENTE "TER MUDADO DE LADO". UÉ, MUDOU DE NOVO?

OAB E O ADVOGADO

Jose Antonio Dias (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Ilustre colega Toron:
Desde a saida de Mario Sergio Duarte Garcia a OAB transformou-se em trampolim politico para advogados inescrupulosos, esquecendo que é uma entidade que congrega advogados contribuintes que querem a sua defesa e proteção. Entretanto, isto jamais ocorre. Passou a ser uma entidade política que chegou ao cúmulo de homenagear, em seu salão nobre,um empregado (caseiro) de confiança que denunciou seu patrão que fazia reuniões políticas em sua residência. Veja nosse amigo Urso: Sempre usou a OAB para fins eleitoreiros; quer ser governador de São Paulo! Nada fez pelos advogados! Imagine o que fará por São Paulo!!!

Decisão II

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Em suma, ingressei com um mandado de segurança porque o INSS passou a exigir, através de norma baixada pelos servidores, que para carga dos autos fosse preenchido um longo "termo de compromisso" na qual o advogado se compromete a cumprir o que a lei já determina. A exigência é ilegal, vez que para exercício da advocacia se faz necessário apenas que o advogado apresente sua carteirinha, provando a inscrição nos quadros da Ordem, e a procuração do cliente. Nada mais é exigido pela Lei. Mas o INSS, que com a ajuda de alguns juízes se considera acima da lei, resolveu ele próprio legislar e criar requisitos ao exercício da advocacia, considerando a OMISSÃO DA OAB/SP EM ADOTAR AS PROVIDÊNCIA PARA RESGUARDO DAS PRERROGATIVAS PROFISSIONAIS, o que menospreza a atuação do advogado (logo vão estar obrigando os advogados a "pular a amarelinha" antes de entrar na repartição). Porém, em que pese a importância do advogado no contexto democrático, "entendeu" o Juiz Federal prolator da decisão que o INSS pode, de acordo com seu bel prazer, criar exigência para que a advocacia possa ser exercida, embora a obviamente sabendo que a OAB/SP encerrou suas atividades no que tange à defesa das prerrogativas. Quero saber o que os candidatos à Presidência vão fazer em relação a isso, e até quando nós advogados seremos tratados como subalternos, com a criação de obrigações unilaterais para o exercício de nossa profissão pela parte contrária nas ações que patrocinamos.

Decisão

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Vejam essa decisão:
"É irrelevante o fundamento jurídico do impetrante. Fundamento a negativa em poucas palavras, pois, caso contrário, incorreria em logomaquia. Assegura o Estatuto dos Advogados (Lei n.o 8.906/94), no inciso XV do artigo 7o, direito ao advogado, no caso ao impetrante, de ter vista de processo administrativo de qualquer natureza na repartição competente ou retirá-lo (fazer carga) pelo prazo legal. Nota-se, assim, assegurar o Estatuto dos Advogados o direito do impetrante de retirar ou fazer carga de processo administrativo previdenciário na agência da Previdência Social em São José do Rio Preto. Isso, todavia, não assegura ao impetrante o direito de retirar ou fazer carga de processo administrativo previdenciário na agência da Previdência Social em São José do Rio Preto, ainda que mediante simples identificação e/ou juntada de procuração outorgada por cliente, sem submeter às formalidades administrativas estabelecidas em ato normativo infralegal, mesmo que isso acarrete demora no seu atendimento e dispêndio de recurso, ou, em outras palavras, a exigência estabelecida no art. 654 da Instrução Normativa n.o 45 do INSS/PRES, de 6 de agosto de 2010, de firmar ou assinar termo de compromisso ou termo de responsabilidade não tem o condão, por si só, de violar seu direito de advogado, nem tampouco de desmerecer a classe da advogacia, mas sim, na realidade, prestar serviço público com segurança aos segurados e advogados. Há, portanto, mesmo num simples exame superficial deste writ, amparo legal no procedimento administrativo adotado pelo impetrado, devendo, portanto, o impetrante submeter formalidade administrativa. POSTO ISSO, não concedo a liminar pleiteada, por não estar preenchido um dos seus pressupostos legais para concessão."

Pela pessoa que é...

MV70 (Advogado Autônomo - Civil)

Em 2003 estava saindo com 15 volumes (acreditem) da Justiça Federal da Paulista e mesmo sem o Dr. Toron me conhecer e vendo meu sufoco me ajudou a carregar os volumes até o ponto de táxi e sempre com um sorriso. Em outra oportunidade em que representávamos clientes diferentes no fórum da Barra Funda, foi um colega excepcional, ético enfim um exemplo e sem sombra de dúvida meu candidato.

A Advocacia e O Advogado

Dani Gerstler (Advogado Assalariado - Criminal)

A instituição da advocacia é algo defendido por qualquer um que preze minimamente um Estado de Direito. Não precisamos de advogados para defender e apreciar essa instituição - ela é naturalmente necessária a qualquer um consagre a liberdade.
Entretanto, o que a OAB precisa é de alguém que não só defenda apenas a advocacia, como instituição (já muito bem defendida), como também o advogado, como profissional. Esse é constantemente vítima de agressões morais feitas pela mídia e pela opinião pública em geral.
Confunde-se o advogado com seu cliente (para os criminalistas pelo menos), desrespeita-se sua autoridade (que possui) nos tribunais, macula-se sua imagem com rótulos como "corrupto" e "ganancioso". Não só a advocacia, como também o advogado merece defesa e representação. E apenas um candidato como o Toron pode fazer isso.
Qual o motivo? Pois só o advogado que advoga entende as agressões do dia-a-dia da profissão, as críticas do cotidiano, as necessidades de todos os dias. Esse é o Toron, aquele que está no fronte de luta da advocacia (do advogado), vivendo a cada dia esse desafio. Não porque é superior ou nada disso – mas porque respira essa realidade toda hora.
Não há quem não aplauda a advocacia como instituição, mas também não faltam pessoas que apedrejam o advogado na sua atuação do dia-a-dia. E é esse último que deve ser defendido pela OAB, e por um presidente como o Toron.

o advogado dos advogados

Feller (Advogado Sócio de Escritório - Criminal)

Toron sempre foi o advogado dos advogados. Eleito, poderá advogar os interesses de toda a nossa classe, pela qual sempre lutou.
definitivamente, contará com o meu voto e com minha esperança, de que num futuro próximo, possamos voltar a ter dignidade e respeito no exercício de nossa profissão.

Aos Doutores Leopoldo Louveira e Michel Herscu

dudusampaio (Estudante de Direito - Criminal)

Senhores, vamos combinar: elogio de funcionários do dr, Toron não vale!!!

outras palavras...

dudusampaio (Estudante de Direito - Criminal)

Procedi a leitura atenta da entrevista do candidato Toron a eleição da OAB/SP, e desejo boa sorte nesta campanha que se avizinha.Todavia, alguns pontos ainda não ficaram suficientemente explicados. Como por exemplo, os seis anos que esteve na OAB/SP sob a batuta de DUrso.
Incontáveis e localizáveis são os elogios de Toron ao presidente DUrso, como pro exemplo “o maior líder da advocacia brasileira”proferido publicamente no plenário da OAB/SP, na presença de centenas de advogados, inclusive Nélio Machado, advogado do Rio de Janeiro.
Ao ver frustrada sua candidatura a presidência da OAB Federal, Toron passa a atacar DUrso, inclusive recusando-se publicamente a apertar suas mãos. Gesto revelador de sua personalidade.
Em quem devemos acreditar: no Torno de ontem que rasgava-se em elogios a DUrso, ou no Toron de hoje que o ataca ??

TORON representa a necessária mudança

PAULO FRANCIS (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

O TORON tem uma boa história. É um nome assimilável.
Creio que o Rui Celso, Mariz, Batochio, Piza Fontes, Roberto Ferreira, Rossana, Hermes, deveriam se despir das armas e das vaidades e fazer um gesto de profundo amor pela OAB-SP orgulho de Loureiro, Bigi e tantos outros.
Talvez, com ele, que no momento é o nome já conhecido e que representa uma mudança, todos nós devemos unir esforços e resgatar uma oposição unida, ainda que heterogenea em alguns aspectos, mas com o sentido comum: erradicar o que aí está. Pão e circo é o que tem sido oferecido pela situação.
Um populismo e clientelismo sem precedentes na história da OAB-SP.
REsgatar o prestígio, a dignidade, a importância e a representatividade de nossa instituição.
Que se menifestem sem medo.

Prerrogativas: Cadê o Mário de Oliveira Filho?

Último Papa (Outros)

Toron, grande advogado, é o responsável pela criação da Súmula Toron de acesso a inquérito sigilosos.
Toron estava no Conselho Federal e o Marinho estava em São Paulo numa luta em defesa das prerrogativas.
Pergunto de novo, cadê o Mário de Oliveira Filho nessa fase de pré-candidatos à OAB? Esse cara também conhece e muito de defender a advocacia.

A critica que enaltece

JALL (Advogado Autônomo - Comercial)

O leitor Casteglione com seus comentarios, fez ao Toron o maior elogio que alguem pode fazer a um advogado. Disse-o "defensor de notórios bandidos de primeiro escalão e mensaleiros". Nao conhecia esse lado do candidato que, mais do que tudo, o qualifica para a Presidencia da OAB-SP. Este e o papel do advogado na sociedade democratica. E mais, se e advogado do Daniel Dantas, isso o faz um causidico extraordinario e so por isso, por defende-lo com sucesso, demonstrando que o mais brilhante aluno do Professor Mario Henrique Simonsem (no dizer do proprio Simonsem), foi vitimado pelo sistema montado para destrui-lo, nas disputas empresariais de uma das quais, acho, a Italia Telecom era a principal vila. (Nao tenho acentos neste meu PC portatil). Sou advogado no Rio de Janeiro, tendo tido (nao sei porque...) a minha inscricao secundaria cancelada em Sao Paulo, na gestao atual.

Comentar

Comentários encerrados em 29/03/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.