Consultor Jurídico

Notícias

Construção financeira

Spread poderá ser usado para construir prédio do TJ-SP

Comentários de leitores

11 comentários

Spread deve ser licitado.

José Guimarães (Professor Universitário - Trabalhista)

Se alguns bancos pretendem pagar mais do que o Banco do Brasil paga - 0,22% de spread sobre os depósitos custodiados pelo TJSP, essa concorrência bancária deve ser objeto de procedimento licitatório, afinal, a Corte Paulista é um órgão público e, como tal, a percepção de quaisquer valores decorrentes dos serviços que presta, deve ser entendida como receita pública passível de uma melhor proposta de remuneração.
Vale lembrar que a licitação é regra a ser observada por quaisquer órgãos públicos, incluindo o Poder Judiciário e a dispensa ou a inexigibilidade são cabíveis, apenas nos limites da Lei 8.666/93.

SÓ 800 MILHÕES????

SERVIDOR DO TJ (Assessor Técnico)

Caramba!!!! a nova presidência do TJ realmente está fazendo "profundas mudanças" no TJ paulista. Está mudando os desembargadores de palácio. Enquanto o Presidente do TJ diz que não possui R$ 30 milhões para pagar a reposição do ano de 2011 aos funcionários (a que está obrigado tanto pela Constituição quanto por Lei Estadual), pretende gastar quase 30 vezes este valor com a construção de um novo prédio!!! E a custa da demora criminosa no pagamento dos Precatórios!!! Realmente é um exemplo gritante de eficiência na administração do TJ.
Para quem não é servidor do TJ ou magistrado, mais um dado: o TJ/SP pagou no final de 2011, R$ 2 milhões aos funcionários a título de amortização da dívida do TJ. Como o TJ/SP deve 2 BILHÕES (isto mesmo: 2 bilhões), SÓ PRECISARÁ DE MAIS 1000 ANOS para pagar a dívida (com os funcionários, repita-se). Já com relação à cúpula do TJ, será rapídinho, vez que, como foi dito, há os Precatórios parados.... em berço esplêndido).

E QUANTO AOS PRECATÓRIOS ???????

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório)

E , quanto aos Precatórios, nenhuma palavra. Só falta agora contratarem o ex-juiz Lalau para 'tocar as obras'
'PICATUM FINO EST'.

ORGANIZAÇÃO DA GESTÃO DO JUDICIÁRIO PAULISTA JÁ

DR. ANDRÉ (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Enquanto os Marajás do Judiciário Paulista se preocupam com um novo "Palácio", os Cartórios das Varas Paulistas, como as de Santos, SP, SEQUER CONTAM COM APARELHOS DE AR CONDICIONADO, tornando-se locais INSALUBRES e contraproducentes. É melhor os Sres. Desembargadores se preocuparem em APARELHAR os Cartórios e Varas do Estado mais rico do Brasil, mas que tem a Justiça MAIS INEFICIENTE DO PAÍS.

REFORMA DO JUDICIÁRIO

Frabetti (Professor Universitário)

Ao que parece, já começou a reforma do Poder Judiciário. Pobres jurisdicionados que pagam por uma justiça cara e ineficiente, pois um recurso de apelação no TJSP demora, em média de 4 a 5 anos para ser julgado.

Combate aos bandidos (de toga ou não)

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Isso só vai acabar, prezado oiannuzzi (Advogado Assalariado - Criminal), quando nesta República bandido for tratado como bandido, e criminoso for tratado como criminoso. O problema é que o Brasil foi montado sobre a estrutura da delinquencia. A regra aqui, desde que Cabral aportou, é usar o poder para tirar de quem tem pouco e dar a quem tem muito. Tudo isso é mantido porque desde o início sempre houve um grande número de "comensais", pessoas da menor qualificação possível, sem ética, moral, ou coisa que o valha, que estão a postos para defender de unhas e dentes os delinquentes de sempre, e receber em troca algumas migalhas. E essa gente, está sempre a postos, enquanto o cidadão comum honesto está trabalhando e gerando riquezas, cuidando dos filhos ou descansando, e sem tempo para pensar nas formas como é lesado.

Olha, sinceramente não tem nem mais o que comentar

oiannuzzi (Advogado Assalariado - Criminal)

Os servidores do TJ/SP, endividados até as cuecas, em situação de penúria, esperando há anos reposição da inflação, pois recomposição de salários nem se fala mais. E o quanto tem ganho? nada.
Os Desembargadores recebendo 50 mil por mês, fora as diferenças questionadas pelo CNJ de 1 milhão por cabeça.
Como se não bastasse isso, o TJ/SP agora lucrando em cima de precatórios alimentares, e segurando por anos o dinheiro que já foi retido pelo governador por anos e anos, dinheiro de pessoas que até já morreram esperando, e os que estão vivos, muitos estão em situação de penúria e miséria.
Até quando perduração estas injustiças, até quando Deus não se manifestará contra esses ímpios, homens do mal?
Está na hora de um basta nisso.

ABSURDO DOS ABSURDOS!!!

VITAE-SPECTRUM (Funcionário público)

Simplesmente um absurdo dos absurdos. Como pode um Tribunal de Justiça manter firme interesse em depósitos da Fazenda Pública destináveis unicamente aos credores do Estado? Onde já se viu uma coisa dessas? Ganhar dinheiro usando o dinheiros dos outros? Honestamente, uma vergonha, uma tristeza, um descalabro. À evidência, tem-se a imediata impressão de que o TJ-SP procrastina o repasse dos depósitos apenas para "lucrar". Sem mais palavras.

ESTAVA ESCRITO ATÉ NAS ESTRELA!!!

Zinaldo Costa Ferreira (Advogado Autônomo)

UTILIZAR ESSE RECURSO É IINMORAL ATÉ QUE SEJA CONCLUIDO A INVESTIGAÇÃO PELO CNJ... ALIAS ISSO DEVERIA SER MOTIVO DE CPI DA ASSEMBLEIA DE SP. FRANCAMENTE! AS POBRES VIUVAS SOFREM PARA RECEBER SEUS VALORES DE DIREITO ATRAVES DE PRECATORIOS, QUE SÃO PROTELADOS, EM CADA FASE, PELOS CREDORES, AGORA SOFREM ESTRAGULAMENTO, QUIÇA PROPOSITADO (PELA MAQUINA ENGENHOSA DA BUROCRACIA PREMEDITADA)PARA AO FINAL POR VIA TRANSVERSA, PARTE DESSSE RECURSO SEJA CANALIZADO PRA "CONTINHAS" EXTRAS DO PODER JUDICIARIO DE SÃO PAULO, FRANCAMENTE! SUGIRO QUE O TJSP SE CADRASTRE NAS FILEIRAS INTERMINAVEIS PARA AQUISIÇÃO DA CASA PROPRIA DA "CAIXA" OU "COAHABI" E CONSTRUA SEU PALACIO DE LUXO POR SUA DOTAÇÕES PROPIAS. POIS OS JURISDIONANDO JA PAGA E BEM PAGO SEUS IMPOSTOSXIMPOSTOS. SE ESSA MODA PEGA. OU SE PEGOU TA NA HORA DE PARAR E COMEÇAREM A PAGAREM OS PRECATORIOS ( OU INSTITUTO DO CALOTE DOS ENTES PUBLICOS). SÓ FALTAVA ESSA!E AINDA TEM UMA MULTIDÃO DE JUIZES(AS) QUE PEGOU "MANIA" DE INDEFERIREM A JUSTIÇA GRATUITA PARA OS NECESSESITADOS (JURISDICIONADOS)SOBRE PRETEXTO DE QUE TEM QUE PAGAR AS CUSTAS, TAXAS E EMOLUMENTOS OU ENTÃO COMPROVAR A MISERIA(PODE!!!), QUANDO A LEI 1060/50 TRAZ EXPRESSO QUE BASTA A DECLARAÇÃO E PEDIDO DE ISENÇÃO.A ALEGAÇÃO ESTAPARFUDIA DE QUE ESTÃO PREOCCUPADO COM O FUNDO JUDICIARIO! EU PERGUNTO E O FUNDO DO POVO, COMO FICA?FUNDO DO CONTRIBUINTE, COMO FICA? E OS PRECARTORIOS? -PURA TESE "MALUCA"! " PIMENTA SÓ VALE SE ARDER NO OLHOS DOS OUTROS, NESTE CASO ARDENDO COMO SEMPRE PRAS CONTAS E DINHERO DE QUEM SE SOCORREU NO TJSP"

Mais ilegalidades

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

As fontes de recursos do Estado estão todas discriminadas na Constituição Federal e são, via de regra, impostos, taxas, contribuições de melhoria, contribuições sociais e multas. Inexiste previsão no sentido de que União, Estado e Municípios, ou mesmo o Poder Legislativo e Judiciário, instituam em favor de si próprios, sem previsão legal, alguma fonte de custeio. Dessa forma, verifica-se que os credores com depósito de dinheiro em juízo, por algum motivo, terão agora que pagar um imposto indireto, a par da mais alta carta tributária do mundo que já é paga por todos nós.

então o verdadeiro caloteiro dos precatórios é o TJSP

daniel (Outros - Administrativa)

então o verdadeiro caloteiro dos precatórios é o TJSP`, o qual retém o dinheiro para lucrar com os spreads

Comentar

Comentários encerrados em 18/03/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.