Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Luto na advocacia

OAB de Rondônia cobra rigor na apuração de morte

A OAB-RO criou uma comissão para acompanhar as investigações sobre a morte do advogado Luis de Menezes Bezerra, que foi assassinado a tiros na noite da última sexta-feira (2/3) em Guajará-Mirim. O advogado presidiu a subseção da OAB naquele município, já foi conselheiro estadual da OAB e atualmente era um dos integrantes da diretoria do Boi-Bumbá Flor do Campo. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

De acordo com testemunhas, ele foi perseguido por dois homens em uma motocicleta, tentou se esconder em um supermercado, onde acabou baleado. Ele chegou a ser socorrido com vida ao hospital regional, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

O presidente da OAB de Rondônia, Hélio Vieira, encaminhou ofício ao governador Confício Moura e ao secretário de Segurança Pública, Marcelo Bessa, cobrando empenha na apuração do crime. A Polícia ainda não tem informações concretas sobre o caso.

"É necessária maior mobilização das autoridades, tanto estadual quanto federal, já que Guajará-Mirim é região fronteiriça, para dar um basta à violência em Rondônia. A OAB já perdeu vários de seus membros, vítimas de assassinato e em alguns casos ainda não ocorreu a condenação dos acusados", pediu o presidente da OAB-Rondônia. Com informações da Assessoria de Imprensa da OAB-RO.

Revista Consultor Jurídico, 6 de março de 2012, 7h58

Comentários de leitores

2 comentários

RONDÔNIA - CONJUR

MNAB (Outros)

Leiam também o comentário!

Até quando, essa desproporcionalidade?

Paulo Jorge Andrade Trinchão (Advogado Autônomo)

Primeiramente, a minha solidariedade à OAB-RO. Independentemente de ser a vítima advogado, promotor de justiça ou magistrado, é imprescindível, para o bem da própria cidadania, que haja mais empenho e dedicação das autoridades competentes na efetiva apuração desses - lamentáveis - torpes e violentos crimes.

Comentários encerrados em 14/03/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.