Consultor Jurídico

Notícias

Advogado e cliente

Procurador propõe representação contra Thomaz Bastos

Comentários de leitores

77 comentários

Sem preocupação com a verdade

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Se meus comentários são "emocionais", sr. Imparcial (Outros), então comente cada um dos crimes que membros do Ministério Público Federal cometeram contra mim procurando impedir minha atuação profissional, demonstrando porque todas essas práticas não se amoldam aos tipos penais do abuso de autoridade, prevaricação, calúnia e denunciação caluniosa. A propósito, comece pelo processo 0008721-48.2011.4.03.6106, da 2.ª Vara Federal de São José do Rio Preto, um dos poucos que restaram, já se se trata de situação semelhante ao delito cometido contra Márcio Thomaz Bastos. Tá, me me esquici que o sr. não se preocupa com a verdade ...

Esse Richard Smith não cansa?

Diogo Bento Serafim (Advogado Sócio de Escritório)

Quando é que esse "Consultor" vai cansar de postar essas aneiras?
Fica copiando e colando as mesmas besteiras de sempre. Cara, se tu odeia o PT, lê a revista Veja (azar seu), é fã do Reinaldo Azevedo (deve assistir todo dia o Manhattan Connection e ser fã do Diogo Mainardi), completando seu pacote de direitista bitolado (que é tão insuportável quanto os esquedelóides)ok! Mas por favor, para se ficar poluindo o Conjur com as porcarias que vc n cansa se repetir.
E outra, pesquisa mais um pouco sobre essa Revistinha que vc tanto ama, bem como o Min. que vc endeusa, que tb se envolveu em alguns escândalos, junto com sua família na politicagem de MS. O douto Min. tb foi aquele que proibiu da TV Câmara veiculasse um programa em que dois jornalistas debatiam sobre o fato dele ser Juiz e Empresário (o que é vedado pela nossa Constituição..Tu já leu alguma vez?)
Os leitores do Conjur agradece. Aqui já foi melhor frequentado...

Espantoso

Olho clínico (Outros)

Senhor Marcos Alves Pintar. Seu comentário não tem nada de jurídico e é carregado de um ódio desmedido às instituições. Por que será? Há tempos observo seus comentários, sempre com a mesma carga emotiva.
Quem le a petição do Procurador vê que ela tem fundamento sim. Sem entra rno mérito e a título de exemplo. Imaginem um advogado "taradão" que defende pessoa que explora menores sexualmente em estabelecimento. Poderia o advogado acordar com seu cliente, a título de honorários, "serviços sexuais"?
Qual a diferença com o fato exposto (sem entrar no mérito)? O pagamento é resultado de acordo entre advogado e cliente, e o serviço sexual tem origem criminosa, e se o dinheiro pago tiver a mesma origem, estariam nos dois casos, os advgados livres de punição? É normal?

Espantoso

Olho clínico (Outros)

Senhor Marcos Alves Pintar. Seu comentário não tem nada de jurídico e é carregado de um ódio desmedido às instituições. Por que será? Há tempos observo seus comentários, sempre com a mesma carga emotiva.
Quem le a petição do Procurador vê que ela tem fundamento sim. Sem entra rno mérito e a título de exemplo. Imaginem um advogado "taradão" que defende pessoa que explora menores sexualmente em estabelecimento. Poderia o advogado acordar com seu cliente, a título de honorários, "serviços sexuais"?
Qual a diferença com o fato exposto (sem entrar no mérito)? O pagamento é resultado de acordo entre advogado e cliente, e o serviço sexual tem origem criminosa, e se o dinheiro pago tiver a mesma origem, estariam nos dois casos, os advgados livres de punição? É normal?

Espantoso

Olho clínico (Outros)

Senhor Marcos Alves Pintar. Seu comentário não tem nada de jurídico e é carregado de um ódio desmedido às instituições. Por que será? Há tempos observo seus comentários, sempre com a mesma carga emotiva.
Quem le a petição do Procurador vê que ela tem fundamento sim. Sem entra rno mérito e a título de exemplo. Imaginem um advogado "taradão" que defende pessoa que explora menores sexualmente em estabelecimento. Poderia o advogado acordar com seu cliente, a título de honorários, "serviços sexuais"?
Qual a diferença com o fato exposto (sem entrar no mérito)? O pagamento é resultado de acordo entre advogado e cliente, e o serviço sexual tem origem criminosa, e se o dinheiro pago tiver a mesma origem, estariam nos dois casos, os advgados livres de punição? É normal?

No mais...

Richard Smith (Consultor)

.
A questão que se coloca é: embora todo o cidadão mereça a melhor defesa POSSÍVEL (nunca nos esqueçamos desta palavrinha) é conveniente para a imagem do Estado a quem o causídico em tela representou como Ministro da Justiça ainda há poucos anos este patrocínio?
.
Em outras palavras: precisava ter sido ESTE advogado?!
.
Depois, não incidiu em indiscrição o referido defensor em revelar a MAGNITUDE (e haja magnitude, hein?) dos seus honorários e em cruel cinismo ao declarar quando perguntado como ele iria pagá-los: "Ah, nessa hora sempre aparecem os amigos!".
.
Ah, com certeza já apareceram, não? Todos com estrelinhas vermelhas no peito, quartéis-generais em quartos de hotel, contratos de obras superfaturados, etc.
.
Aprendi do verdadeiro "Príncipe dos Advogados" brasileiro, HERÁCLITO FONTOURA SOBRAL PINTO: "SANTA é a advocacia, nunca o advogado!"
.
Bingo!

E o espoliado contribuinte é quem paga o "pato"!

Paulo Jorge Andrade Trinchão (Advogado Autônomo)

Pelo visto, o tal procurador não tem mesmo o que fazer lá pelo sul maravilha. Talvez, se tivesse algo mais importante para fazer, não usaria o seu ócio para impor mais prejuízos ao cidadão, contribuinte e jurisdicionado, exatamente quem suporta o seu privilegiado vencimento. Êta paisinho que falta muito para ser sério (em todos os seus níveis, e por tabela, no Ministério Público)!

OFF TOPIC (mas só um pouquinho!...)

Richard Smith (Consultor)

.
trecho do post de hoje de REINALDO AZEVEDO no seu "blog":
.
"Rui Falcão, presidente do PT, parece ter escolhido o método Osama Bin Laden de comunicação com as suas 'células'. Quando tem algo a dizer, grava um vídeo. Hoje, gravou um novo vídeo. Volta a convocar a sociedade e a militância petista, desta vez para proteger Lula e o PT, que estariam sendo vítimas de uma nova conspiração. É o extremo da cara de pau! Os petistas estão preocupados porque Brasília inteira sabia da intensa movimentação de bastidores de Lula para tentar cabalar votos no Supremo. Ainda que tudo se resumisse a conversas e gestões amigáveis, tudo já seria absolutamente impróprio. Ocorre que o ApeDELTA foi muito além disso. A sua conversa com Gilmar Mendes caracterizou pura e simplesmente… chantagem!
.
Falcão põe em curso a estratégica que acusei no texto que deveria ter sido publicado no fim desta madrugada, que consiste em declarar a santidade de Lula, a intocabilidade de sua imagem — e, pois, a inaceitável iconoclastia daqueles que não respeitam o sagrado.
.
Quer saber, Falcão? Vá dar rasante ameaçador em outra freguesia!!! A Constituição e as leis é que põem limites em Lula, não é Lula que determina os limites da Constituição e das leis. Ainda que as massas saíssem às ruas para defendê-lo, conforme o senhor pretende, nem elas teriam o condão de jogar no lixo os códigos que nos regem. Na democracia não é assim, não!
.
Também ao senhor lembro a máxima: ou vocês se conformam em viver numa sociedade democrática, segundo as leis, ou dizem na cadeia, segundo as leis, por que não! Esse discurso de Falcão não deixa de ser uma forma velada de ameaça. Tal propósito, levado ao extremo, tem nome: terrorismo!"
.
Na pinta, não?!
.
PERDEU, PT! O POVO ACORDOU!

Só mais uma gota d'água

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Para ser procurador da república no Brasil, prezado Ademilson Pereira Diniz (Advogado Autônomo - Civil), basta saber e ter disposição para a prática do delito. O Ministério Público Federal tem vida própria, não seguindo a lei que impera para os "comuns". A instituição vive para seus membros, que são livres para cometer qualquer espécie de crime. Acobertam delinquentes, perseguem seus desafetos, tudo de forma política. A perseguição a Máricio Thomaz Bastos é só mais uma cota d'água no mar de irregularidades em que navega o barco.

Mas, e o 'CONCURSO PÚBLICO"????

Ademilson Pereira Diniz (Advogado Autônomo - Civil)

Sempre ouvi dizer que é muito difícil se aprovado (passsar) num concurso público eem especial para o cargo de PROCURADOR DA REPÚBLICA....mas, pelo que vejo, não deve ser tão difícil assim, não, pois,como pode uma pessoa que foi ali aprovada vir com essa desse PROCURADOR?Receptação?Alguém não lhe disse que dinheiro NÃO É COISA? Então se alguém rouba um banco e com o dinheiro compra um carro meu, eu posso ser enquadrado como receptador????HAHAHAH....Bem, isso me lembra um "caso" contado por um professor meu: um sujeito casou com uma mulher e descobriu na noite de núpcias que ela não era virgem.Seu advogado ingressou com a ação, pedindo a anulação do casamento, alegando "vício redibitório" (ou seja vício oculto que torna a COISA imprestável para o uso)...a ação, com tal argumento foi levada até o Tribunal, quando um DESEMBARGADOR (daqueles que honram o cargo e sabem pensar com lógica) desfez o "silogismo" do Autor: a ação não era possível porque MULHER NÃO É COISA....Esse PROCURADOR precisa reconhecer os INSTITUTOS JURÍDICOS no ponto em que se distinguem de tudo o mais que não lhe pertine, isto é, sua NATUREZA..se não pergunta sobre isso nos CONCURSOS PÚBLICOS, não sei para que servem, então....

Quer Aparecer!!!

Jetete Guimarães Tavares (Procurador do Município)

Dr. Procurador da República, parece que o trabalho ai pelo Sul tá pouco pra justificar seus R$ 21.000,00 (vinte e um mil reais) de salário pra ficar se preocupando com assuntos de outros Estados da Federação e quanto advogado criminalista, famoso ou não, anda faturando. É só perguntar pra 60% (sessenta por cento) da população brasileira que ganha em média R$ 622,00 (seiscentos e vinte e dois) como salário mínimo. Caso Vossa Senhoria queira aparecer, de verdade, saia no sol quente, três horas da tarde, aqui em nossa cidade, de paletó e gravata (pra ser eufemístico).

É cada uma!

Manente (Advogado Autônomo)

Infelizmente, têm pessoas que aproveitam algumas oportunidades para se aparecerem. Outros, bastam abrir o microondas, a geladeira, o forno do fogão e já imaginam estar diante da tal "camêra, luz, ação" e começam a falarem sozinhos.
O Douto procurador, aproveitou a oportunidade e conseguiu 03 segundinhos de fama.
É cada uma, heim? Será que ele está tão ocioso assim?
Com todo respeito aos amigos chamados Aparecido, este nome cairia como uma luva, no ilustre Procurador.

Culpa da própria OAB

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Não é de hoje que o Ministério Público vem caluniando diversos advogados por receberem honorários advocatícios, ou mesmo por ter interposto uma ação em favor de seus clientes. A praxe da OAB é se calar sempre (só agiu agora por se tratar de caso de grande repercussão, envolvendo um dos seus), e isso gerou a cultura da liberdade para se imputar livremente crimes diversos aos advogados. A culpa é toda da OAB, por só agir em alguns poucos casos, gerando a cultura da impunidade quando ataques são proferidos contra os advogados.

Loucos de todo gênero

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Receptação culposa por receber honorários advocatícios? Só rindo mesmo (para não chorar).

só pode ser inveja ou falta de serviço

ary raghiant neto (Advogado Sócio de Escritório - Tributária)

De duas, uma: ou o procurador não tem serviço para perder tempo representando o advogado ou está com inveja dos honorários cobrados pelo ex-ministro da justiça.
Não há outra justificativa para essa atitude absurda que sequer merece comentários !!!

O que estava em minha Coca-Cola?

Diogo Duarte Valverde (Advogado Associado a Escritório)

Isso só pode ser uma piada de mau gosto. Representar contra um advogado por receber honorários? Mas o que significa isso, procurador? Alguém deve mesmo ter colocado entorpecentes na minha Coca-Cola, pois o que eu estou lendo só pode ser alucinação minha. Não pode ser algo que realmente exista em um Estado Democrático de Direito.

Espanto

JrC (Advogado Autônomo - Civil)

Esse procurador regional da república é bastante inteligente!

Comentar

Comentários encerrados em 6/06/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.