Consultor Jurídico

Notícias

Ação excepcional

STF deve paralisar processos para julgar mensalão

Comentários de leitores

5 comentários

Enquanto isso...

MSM74 (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Enquanto isso, diversos julgamentos que realmente interessam aos jurisdicionados encontram-se sobrestados, tal qual o julgamento dos Planos Econômicos, em que os poupadores, em sua maioria idosos, estão "literalmente" falecendo sem a obtenção dos valores que lhes foram surrupiados pelas Instituições Financeiras... (não é demais lembrar que o entendimento jurisprudencial a respeito do direito dos poupadores é uníssono, assim como o parecer do PGR, nos autos da ADPF 165 e do RE 626.307)... "Vergonha alheia"...

Mensalão, CPMI Cachoeira, greves do transporte etc. - FINAL

J.Koffler - Cientista Jurídico-Social (Professor)

5. A última (nova) desgraça - a despeito da balbúrdia desenfreada já promovida por esse governo ao "liberar geral" a venda criminosa de veículos (ainda no governo anterior), aumentando os níveis de inadimplência de um povo que não sabe se conter, consumista desvairado e irresponsável, e tumultuando o fluxo de trânsito em vias citadinas e rodoviárias subdimensionadas e pessimamente construídas -, se deu novamente em seu segundo capítulo, com a redução de juros e do IPI de veículos, denotando (em ano eleitoral, claro) a torpe esperteza desses governantes, mais interessados em sua perpetuação e planos dantescos para tornar-nos uma "ilha a la Cuba" - a ilha da fantasia ao revés. Enquanto isso, insistem em sua insólita e vingativa "Comissão da [meia] verdade" (ou da grande mentira, como a denomino), aproveitando-se da ignara população, que aplaude e ri como hienas.
6. Por fim, é de dever dizer-se que tais escandalosas manipulações governistas-politiqueiras conseguem envolver, desde 2003, os três poderes, praticamente subordinando-os a um grupelho de partidos de esquerda, comandados por um Executivo totalmente distanciado de um verdadeiro governo democrático e isento de intenções tendenciosas, de cor partidária ou de qualquer outro elemento que lhe comprometa sua transparência. Ao contrário, a "caixa preta" governamental, embora aparentemente escancarada, nunca esteve tão lacrada como agora.
Vivemos uma das piores eras do nosso Brasil, com a educação subsumida aos interesses eleitoreiros e ideológicos torpes; com a sociedade sustentada em mentiras e esmolas; com a imprensa "livre", embora sorrateiramente controlada; infelizmente, mas totalmente verdadeiro.

Mensalão, CPMI Cachoeira, greves do transporte etc. - II

J.Koffler - Cientista Jurídico-Social (Professor)

3. As oportunísticas visitas da "presidentA" Vilma a Santa Catarina, para "ratificar(sic) sua promesa de duplicação da BR-470 (a rodovia da morte), da BR-282 etc.", e que rendeu (no ato politiqueiro de "confirmação" da construção da ponte Anita Garibaldi, em Laguna-SC) uma foto no mínimo trágica, com a grosseira gargalhada do governo do Estado, Raimundo Colombo (PSD), ao lado da não menos risonha "presidentA", representam, cristalinamente, as manipulações escusas rumo às eleições deste ano, com o objetivo pré-definido exposto no comentário anterior (I). Os políticos - notadamente os petistas e apaniguados partidos de apoio - sequer tentam esconder mais seu deboche à alienada e alheada massa social que os sustenta.
4. O julgamento do famigerado "Mensalão" e a afirmação do seu relator, Joaquim Barbosa, de que apenas seu voto já ultrapassa as mil páginas(!!!), permitem, aos mais atentos, prever no que redundará: mais impunidade, seguindo o clássico padrão que tem marcado de maneira indelével esse governo lulo-petista, desde 2003. Que ninguém nutra falsas expectativas num "milagre brasileiro", no sentido de, em algum momento, estarmos próximos de vermos a verdadeira justiça concretizada, "duela a quien duela" - como diria o defenestrado ex-presidente, Collor de Mello, aquele que cassou a poupança dos brasileiros, pretensamente para arrumar as burras do Estado. Aliás, o tal "Mensalão" é prenúncio do maior engodo de que já se teve ciência em nosso país. Serve apenas para "enganar bobo", como muitos outros discursos e práticas destinados a satisfazer a mídia e a plebe.

Mensalão, CPMI Cachoeira, greves do transporte etc. - I

J.Koffler - Cientista Jurídico-Social (Professor)

Penso que o crítico momento sócio-político da nação merece uma análise mais abrangente, como o título já deixa perceber - motivo que também me leva a dividir esta exposição perfunctória em várias partes.
1. O andar da carruagem da CPMI do Cachoeira deixa antever, com extrema clareza, seu destino: a impunidade para os envolvidos, a começar pelo contraventor, seguido pela Construtora Delta (já negociada de maneira espúria e flagrantemente manipulada) e dos demais indivíduos direta ou indiretamente conectados a esse imbróglio, a exemplo do Sr. Sergio Cabral Filho, governador do Estado do Rio de Janeiro. Já é no mínimo questionável a participação do ex-Ministro da Justiça do governo Lula, Márcio Thomaz Bastos na defesa do contraventor e mega-empresário, sabendo-se dos interesses envolvidos por parte do cacique do PT, no referido "affair". Até o presente momento, o que se viu foi um grande circo, aparentemente destinado a alimentar a mídia e atender aos anseios doentios de uma sociedade sedenta por escândalos, mas não por soluções efetivas e eficazes. Algo como "queremos pão, vinho e circo", bem ao estilo romano antigo.
2. As graves dos transportes em São Paulo, promovidas mui provavelmente por "grupelhos" (como Alkmim afirma e eu concordo) manipulados por sindicatos e os partidos "esquerdopatas", tem claro objetivo politiqueiro e desestabilizador, aparentemente já visando abrir caminho para o candidato petista ao Paço paulista, Fernando Haddad. Só os politicamente cegos ou alienados (ou prostituídos) não percebem tais manipulações. O plano maquiavélico petista e seus partidos aliados (meramente oportunistas, a começar pelo eterno PMDB) é, definitivamente, governar a nação totalmente, para depois promover sua doentia ideologia.

Avante DR. JOAQUIM BARBOSA

Pek Cop (Outros)

Confio muito que o sr. irá completar o cronograma até o julgamento destes mensaleiros, sem falar em suas condutas ilibadas e imparciais, admiro muito o senhor pelo seu trabalho. Pek

Comentar

Comentários encerrados em 30/05/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.