Consultor Jurídico

Notícias

Consulta no balcão

TJ paulista mantém proibição de carga rápida

Comentários de leitores

11 comentários

Raciocínio falho

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Se o raciocínio do Jose Luiz pek (Outros) fosse verdadeiro, nós deveríamos prender todos os juízes e proibi-los de decidir, já que podem decidir mediante paga: "melhor prevenir do que remediar"!

Errata

Pek Cop (Outros)

ACERTOU mais uma vez!!!

Avertou mais uma vez TJSP

Pek Cop (Outros)

Não é impossível que advogados de má fé com interesses criminosos sumam com processos, provas ou evidencias para prejudicar alguem!, sei que é a grande minoria, porém, a autonomia advocaticia da uma certa liberdade aos inscritos...então é melhor prevenir do que remediar. Pek

a l i á s ......preclaro Dr. Pintar

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório)

Por motivo de amizade com os servidores do cartório:
O processo fura a fila dentre os que igualmente irão á cls. um mês depois; os cálculos são os primeiros a serem homologados; a petição, pedindo alguma providência, no mesmo dia está nas mãos do juiz; a liberação da guia de levantamento é feita na hora e levada pelas 'limpas mãos' dos servidores ao juiz para assinatura; qualquer processo é exibido para xerox, mesmo aqueles que tramitam sob o segredo de justiça; há o avisado das petições, do ex-adverso, que são protocoladas, mesmo antes de sair qualquer publicação (e se sair do escritório para ir até o Fórum);quando há interesse nisso, o feito quase nunca é encontrado na 'desserventia', não obstante as fichas, o computador, as gavetas e os arquivos destinados a guardá-los, ou as informações são 'equivocadamente' passadas incorretas (nada que não possa merecer um singelo pedido de desculpas se depois verificado o 'erro') etc. etc. e mais etc. Quem quer apostar que é assim ?

Impressão que fica diante da falta de argumentos concretos

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

A impressão que fica sobre o caso é que o extravio ocorreu porque alguns servidores devem ter feito carga de autos a pessoas que não são advogados, mas que atuam como correspondentes de escritórios de advocacia, surgindo problemas relacionados à devolução. Basta permanecer em qualquer cartório judicial para se notar o grande movimento desse pessoal, que atua por motivos de amizade com os servidores públicos.

Basta ver o CPC!

Ricardo T. (Outros)

Nada demais, porque assim disciplina o CPC e o nosso Estatuto. Como sou concurseiro, devo esclarecer aos colegas que quando os autos estão conclusos (gabinete) não tem o juiz a obrigação de dar vista ou baixar os autos para o advogado ver, pois o prazo é dele (do juiz). Da mesma forma quando o processo está com carga para o advogado não tem o juiz o direito de pedir a sua devolução.

Prá variar

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório)

Na prática, como sempre o que conta é o entendimento do Diretor do Cartório. Não tem juiz, Tribunal ou pai de santo que mude isso. Ele defere a vista ou não,impedindo, as vezes, até no próprio balcão. A primeira pergunta é se o advogado tem procuração. Diante de uma negativa os autos simplesmente não são entregues, nem no balcão e muito menos fora dele e ponto final. Se não estiver contente peticione ao juiz e verá qual vai ser o despacho. Quando a questão envolve o serviço burocrático dos serventuários não tem lei que seja cumprida.

Lei do mínimo esfôrço

João Szabo (Advogado Autônomo)

Acho a desculpa simplesmente idiota, pois se opta por punir milhares de advogado, do que punir aqueles que supostamente “fizeram” os autos sumirem. Estranha-se tanta idiotice vinda da segunda instância do Judiciário. Esta decisão mostra a falta de seriedade do país. E como o caso de não se poder ligar no celular de dentro do banco. Por causa de meia dúzia de bandidos, milhões de pessoas são prejudicadas. Isto mostra o tal descalabro dos “Poderes Constituídos”, que não tendo competência para controlar nada, simplesmente abrem mão do controle. Ma os advogados, que sustentam e fazem a boa justiça, quer dizer que pretendem fazer, já estão habituados, no cotidiano, a tanta incompetência.

Extravio?

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Extravio de autos? Mas quem foram os advogados que retiraram autos em carga e não os restituiu? O Tribunal deve enviar os nomes à OAB para que providências sejam tomadas.

???

JrC (Advogado Autônomo - Civil)

No mais, a restrição é a própria confissão de inaptidão quanto a gestão dos próprios processos por parte do Judiciário.
.
Com o devido respeito, percebe-se de forma cristalina quando o juiz não entende nada sobre a atividade do advogado. Se não entende nada, como pode ter certos cargos no tribunal? Com o devido respeito, mas se Nalini conhecesse alguma coisa sobre o exercício da advocacia, perceberá que se há autos extraviados é por falha do cartório - já que se assina um documento antes de se retirar os autos fora do cartório pelo prazo de 1 hora.
.
Será que o serventuário não o preenche direito?

Equívoco na reportagem

JrC (Advogado Autônomo - Civil)

"O Tribunal de Justiça de São Paulo publicou nesta segunda-feira (21/5) orientação que restringe aos advogados constituídos nos autos a carga rápida de processos."
.
Evidente que a restrição alcança tão somente os advogados NÃO constituídos nos autos.

Comentar

Comentários encerrados em 29/05/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.