Consultor Jurídico

Notícias

Serviço exclusivo

Liminar proíbe associação de praticar atos de advocacia

Comentários de leitores

5 comentários

E tem mais (...)

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório)

Dentre os vários tipos de captação, anti-ética, de clientela o mais grave, sem dúvida, é valer-se de cargo público anteriormente ocupado para advogar sobre episódios outrora tratados "do outro lado do balcão".

São várias as formas de captação ilícita...

MSRibeiro (Administrador)

... tais como, empresa de consultoria empresarial que redige contrato social, consultoria tributária e contábil que postulam administrativamente, imobiliária junto com escritório de advocacia, corretagem de seguros também com advocacia. Apesar do código de ética prever determinadas punições, a falta de fiscalização permite esta concorrência desleal.

Exercício ilegal de profissão

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

O que muitos se esquecem é que as atividades de consultoria, assessoria, etc., são também atos privativos de advogados. Frequentemente se vê esses empresários inescrupulosos alegando que suas empresas não postulam em juízo, mas somente tecem orientações aos clientes, ajudando a formular pedidos administrativos no INSS ou para pedidos de DPVAT, acreditando que isso justificaria o exercício ilegal de profissão.

Captação ilícita

Felipe Oliveira (Advogado Autônomo - Civil)

Discordo da opinião do colega.
A captação de clientela não pode ser realizada por uma empresa ou sindicato porque estes não possuem o direito de postular judicialmente uma causa.
Isso redunda em advogados "espertinhos" e anti-éticos, que gostam de se alinhar com sindicatos, ou ainda abrir empresas em nome de terceiros para captar os clientes mediante propaganda.
Na captação de clientela sempre tem um advogado por trás, pois, repita-se, a empresa ou sindicato não pode postular em juízo.
Aqui na minha cidade tem um sindicato que está fazendo propaganda sobre as ações para redução de juros de financiamento.
O advogado das causas é o presidente do sindicato, que é advogado.
Em frente à minha casa existe um escritório de advocacia misturado com uma empresa de cobrança (tele-cobranças). A empresa anuncia os serviços de cobranças aos quatro ventos e arrebanha diversos clientes. Contudo, os maiores valores são cobrados judicialmente pelos advogados do escritório.
Eae, vai dizer que esses exemplos acima não são de advogados captando clientela de forma ilícita?
É o que acontece em 100% dos casos....

a captação de clientela não é ato privativo de advgado

daniel (Outros - Administrativa)

Este tema é uma situação que o judiciário federal tem pouco entendido. Afinal, captar clientela não é ato de advogado, logo nada impede que uma associação divulgue direitos e informações.

Comentar

Comentários encerrados em 5/07/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.