Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Risco de greve

Servidores da Justiça Federal de SP marcam paralisação

Nesta quinta-feira (21/6), os servidores da Justiça Federal de São Paulo pretendem fazer 24 horas de paralisação. Às 14h, uma assembleia está marcada para que os funcionários públicos votem se entrarão em greve ou não. A reunião será em frente ao Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo.

O ato pretende mobilizar servidores dos três segmentos da Justiça Federal (Eleitoral, Trabalhista e Federal). De acordo com a nota divulgada pelo Sindicato dos Trabalhadores do Judiciário Federal no Estado de São Paulo (Sintrajud) “Com a adesão dos servidores da Justiça Eleitoral a preparação das eleições no maior colégio eleitoral do país poderá ficar prejudicada”.

A categoria cobra abertura imediata de negociações entre o Executivo e o Judiciário para a aprovação do Projeto de Lei 6.613/09, que atualiza o Plano de Cargos e Salários dos servidores.

O diretor do Sintrajud Adilson Rodrigues afirma que a paralisação é um “aviso à presidente Dilma e à cúpula do Judiciário”. Ainda segundo Rodrigues, “se não houver negociação, pode não haver eleições, pois a paciência da categoria já se esgotou com o desrespeito e congelamento salarial que a categoria sofre desde 2006”.

Segundo o site da entidade, servidores de Campinas, Jundiaí, Americana, Baixada Santista, ABC, Grande São Paulo e Vale do Paraíba já confirmaram presença na assembleia. Com informações da Assessoria de Imprensa do Sintrajud.

Revista Consultor Jurídico, 20 de junho de 2012, 15h33

Comentários de leitores

3 comentários

Categoria privilegiada

Mauro Garcia (Advogado Autônomo)

Greve injustificável. Os servidores do Judiciário Federal têm as melhores médias salariais dos 3 poderes (e das 3 esferas federativas). Se a comparação for com a iniciativa privada a disparidade fica mais gritante ainda. Mas o judiciário tem o poder de quebrar o país numa canetada, basta a procedência de uma meia dúzia de ações bilionárias e está feito o estrago. Difícil a arte de governar: ter que conceder aumentos a quem não merece, sob pena de um mal maior!!!

precariedade

JrC (Advogado Autônomo - Civil)

A Justiça paulista nao consegue funcionar 1 ano direto sem paralisação...

Agora, só no Natal...

Eduardo.Oliveira (Advogado Autônomo)

De novo?
Começa assim, embala em setembro e retoma em janeiro...

Comentários encerrados em 28/06/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.