Consultor Jurídico

Comentários de leitores

4 comentários

Estão terminando de "matar" o CDC

Evaristo Teixeira do Amaral (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Curioso o posicionamento do "Tribunal da Cidadania" a respeito do CDC. Paulatinamente estão acabando por restringir direitos dos consumidores, sempre em detrimento dos mais abastados.

O trem fora dos trilhos

Gusto (Advogado Autônomo - Financeiro)

Não compreendo essa discussão a respeito de juros no CDC, eis que os juros seguem critérios mercadológicos e muito especialmente ligados aos planos econômicos e à gerência financeira do País. Não se trata de questão de direito a ser prevista em um código, pois a mutação do mercado e das próprias diretrizes econômicas da Nação sequer podem ser previstas, o que se dirá pré-estabelecidas para serem aplicadas de forma cogente aos agentes financeiros. É preciso cuidado com a questão, principalmente com aqueles "juristas" cujo conhecimento de matemática financeira faz Pitágoras ter convulsões no Além.
Estão querendo fazer tubarão engasgar com sardinha e vão criar imbróglios que levarão para o ralo a segurança jurídica indispensável à estabilidade econômica do Brasil. De vagar que o andor é de barro!

Eu não entendo!

junior (Advogado Autônomo)

As Instituições Financeiras são altamentes lucrativas no Brasil, têm a seu favor os melhores profissionais para defender seus interesses, e ainda, tem uma proteção extremamente paternalista do nosso poder judiciário, especialmente de nossos Tribunais Superiores, sem falar dos congressistas que revogaram o §3° do artigo 192 da CF/1988.
.
Porque o Lobby em favor das Instituições Financeiras?
.
Milhares de cidadãos brasileiros estão perdendo a dignidade, com altos endividamentos, advindos de um consumismo promovido pelo governo, que não promove uma educação satisfatória dos cidadãos,capaz de livrá-los da armadilha do crédito fácil.
.
Pode dizer que estes cidadãos querem é dar calote nos bancos, mas sinceramente, ninguém acredita que banco fica no prejuízo.
.
E outra, nenhum cidadão em sã consciencia quer ter seu nome negativado, perdendo sua dignidade no meio social em que vive.
.
Estes cidadãos sim necessitam da proteção do poder judiciário.

Os empréstimos sem critério

rolcardoso (Servidor)

Além de consumidores "tomadores de empréstimos" o ministro deveria se preocupar também com as instituições financeiras que emprestam sem critério algum, com gerentes preocupados unicamente com o cumprimento de metas. Até para estudantes universitários os bancos estão emprestando sem critério algum. Um exemplo disso é minha filha, estudante e estagiária (ou seja, com uma relação de trabalho precária), que recebeu do Banco Itaú quase R$10.000,00 de linhas de crédito (cartão de crédito, empréstimos e cheque especial), na agência Santo Antônio (3056), em Belo Horizonte. Pode?

Comentar

Comentários encerrados em 12/06/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.