Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Desaparecidos no Araguaia

Herdeiros de guerrilheiros receberão US$ 1,28 milhão

A Corte Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), orgão da Organização dos Estados Americanos (OEA), da qual o Brasil faz parte, fixou em US$ 1,28 milhão o valor de indenizações a serem pagas aos herdeiros dos militantes que desapareceram durante a guerrilha do Araguaia.

O episódio ocorreu nas décadas de 1960 e 1970 no sul do Pará, quando militantes de esquerda se reuniram para combater o governo militar então vigente.

Em dezembro de 2010, a CIDH entendeu que houve culpa do Estado brasileiro pelo desaparecimento de 62 pessoas no episódio da Guerrilha do Araguaia. A sentença determinou que o Brasil tomasse  providências para reparar os danos, entre elas indenizar parentes das vítimas.

Nesta sexta-feira, a Advocacia-Geral da União deu início aos processos para pagar as indenizações. Nesta primeira etapa foram protocoladas seis ações relativas aos herdeiros que estão com inventário aberto para discutir o direito de herança. Em seguida, serão protocoladas 14 ações de casos em que será necessário localizar os herdeiros. Com informações da Agência Brasil.

Revista Consultor Jurídico, 27 de julho de 2012, 23h00

Comentários de leitores

4 comentários

Até quando!?

Erminio Lima Neto (Consultor)

Até quando conviveremos com esse "linchamento" de um esquerdismo ultrapassado que fez centenas de vezes mais vítimas do que as ditaduras de direita, e pior! usam como argumento de que lutavam pela democracia! Que democracia? aquela implantada na antiga URSS ou em Cuba? só para citar dois exemplos, que tanto inspirou nossos "revolucionários"? Era aqueles regimes sanguinários, violento e terrivelmente injusto que eles chamam de democracia, que queriam implantar aqui!?. Pergunta-se como estaríamos hoje se eles tivesse vencido? com certeza seríamos uma Cuba gigante, ou na melhor das hipóteses uma China. Por fim, qualquer analfabeto político, percebe que esta discussão é maniqueista e não ha nada de verdade em querer a verdade, querem continuar espirrando, o inesgotável, veneno raivoso, revanchista e unilateral, que lamentavelmente vem sendo sustentado por essa verdadeira ditatura do politicamente correto. O pior é que esse povo, com esse discurso, ja mamou muito mais do que mamou o governo dos militares.

Desgraça

preocupante (Delegado de Polícia Estadual)

Todo aquele blá blá blade para se fazerem de vítimas quem ousaram enfrentar as forças do Estado tentando impor a ditadura do proletariado, óbvio que tinha esse propósito, mais um golpe nos cofres do Estado para nós pagarmos a conta.

Indenizações de parentes de terroristas

Barros Freitas (Outros)

Pronto! Abriu-se o precedente. Se rotular sequestros, mortes, torturas, roubos, etc. como "atos de guerrilhas", e se for morto nessas ações, seus filhos ficarão ricos. É a transmigração da safadeza. Então, mutatis mutandis, quem fizer o mesmo hoje, em nome de resistencia ao caos social atual, receberá o mesmo beneficio póstumo. Mudou-se a definição de TERRORISTA para GUERRILHEIRO, e isto abrange até mesmo os salafrarios da "esquerda festiva" que apenas empurravam os inocentes úteis para o front. Em boa hora surgiu uma contra-revolução para evitar que o país afundasse de vez no fosso. Lamento o desperdício de vidas daqueles que foram enganados e se adentraram nos campos e matas do norte do país, dando ouvidos aos pregadores de desgraças que ficavam de longe. Mas, brincar com o dinheiro roubado do bolso do contribuinte para dar "pão e circo" como plataforma para se manter no poder, isso se constitui em grave crime contra a unicidade do país e justiça social, provocando para o futuro graves consequencias. Quem viver, verá...

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 04/08/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.