Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Dignidade do cidadão

Justiça Federal de SP proíbe cobrar para emissão de CPF

A Justiça Federal de São Paulo proibiu a cobrança de taxas para a emissão do Cadastro de Pessoa Física, ou CPF, no estado. Cobram-se tarifas de até R$ 5,70 para emissão do documento, obrigatório. Segundo informações da Folha de S. Paulo, também não se pode mais cobrar para emitir segunda via, alterar dados ou regularizar a situação cadastral.

O pedido foi feito em Ação Civil Pública ajuizada pelo Ministério Público Federal. O objetivo era garantir o pleno exercício da cidadania a todas as pessoas, independentemente das condições socioeconômicas.

A decisão é do juiz Fletcher Eduardo Penteado, da 16ª Vara Federal Cível em São Paulo. Na sentença, afirmou que a Constituição garante que todos os documentos considerados básicos ao cidadão devem ser gratuitos. Com isso, reverteu liminar de dezembro do ano passado, que dava gratuidade à emissão de CPF apenas para pessoas comprovadamente pobres.

Todos os municípios de São Paulo estão afetados pela decisão. Marília e São Carlos, no entanto, já haviam sido alvo de decisões semelhantes, também em ações ajuizadas pelo Ministério Público.

O CPF é obrigatório para inscrição de benefícios previdenciários e assistenciais, para liberação de seguro-desemprego, abertura de conta em banco ou obtenção de crédito, por exemplo. Com a decisão, Caixa Econômica, Banco do Brasil e Correios estão proibidos de cobrar para fazer o serviço de registro e emissão de CPF. Quem desobedecer deverá pagar multa equivalente a dez vezes o valor da taxa cobrada.

*Texto alterado às 13h50 da sexta-feira (27/7) para acréscimo de informações.

Revista Consultor Jurídico, 26 de julho de 2012, 22h01

Comentários de leitores

1 comentário

Correios não respeitam decisão!!

Domingos B Pimentel (Engenheiro)

Fui tirar o CPF para meus filhos, levei a reportagem e mesmo assim os Correios me cobraram!! Falaram que poderiam fazer de graça, mas só se eu fizesse uma declaração de pobreza. Isso é Brasil, os orgãos do Governo são os primeiros a não cumprir uma determinação da Justiça!!

Comentários encerrados em 03/08/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.