Consultor Jurídico

Notícias

Fusão de chapas

Sônia Mascaro se une a Toron na corrida para a OAB-SP

Comentários de leitores

15 comentários

Pra quê Toron... Toron pra quê?

José_Jr (Advogado Assalariado - Família)

Toron apresenta algumas "mudanças" que eu particularmente discordo.
Abertura de mercado para escritórios estrangeiros, não seria um tiro no pé?
Agora há pouco vi que ele promete até a isenção da Taxa da OAB. E como custearia a Ordem? Me parece aqueles políticos que para se eleger prometem de tudo, até mesmo imposto zero.
Não sei de onde está vindo essas idéias, não me surpreende. Não me parece bom candidato.

O que Toron é capaz?

Carmem_Soares (Outros)

Até onde o Toron iria para ganhar essas eleições...
Traição, difamação e ingratidão
Depois que eu li no Jornal Valor econômico, fiquei realmente pasma
Como pode uma pessoa que elogiava e defendia a gestão do anterior, agora crítica...
Resta saber se ele mentiu antes ou está mentindo agora.
Parece uma criança mimada e rebelde.

A campanha difamatória dos que se dizem advogados

Sandra Paulino (Advogado Autônomo)

Neste sábado recebi de kleber.pr48@hotmail.com e bethciqueira32@gmail.com 2 e-mails de conteúdos
From: Kleber Prates Junior To: SANDRA APARECIDA PAULINO Sent: Saturday, July 28, 2012 3:47 AM - Subject: Fwd Fwd Fwd O MIDIÁTICO TORON QUER FAZER DO PROCESO DO MENSALÃO UM CIRCO. - Veja o que recebi e vale a pena ler com atenção para não ser enganado: CONJUR - 17/07/2012 23:22 Brecailo (Advogado Autônomo - Consumidor).AMBOS FALAVAM COMO SE FOSSEM ADVOGADOS, de certa “matéria” na coluna de Sonia Racy/Estadão e identificavam habitual “comentarista” deste sítio eletrônico. Respondi que não tenho “amigo-covarde que se esconde no anonimato, mentindo. As msgs, idênticas e transbordantes de inveja, que seguiram em massa p/advs, servem ao menos para MOSTRAR AOS VERDADEIROS ADVOGADOS qual o nível de campanha de alguns; desses que golpeiam abaixo da linha da cintura, tão ao gosto dos COVARDES! A vc, TORON, desejo todo sucesso desse mundo: SHALOM!

Eleições e Sujeira

Eduardo. Adv. (Advogado Autônomo)

Nos últimos dias venho recebendo e-mails (de pessoas que jamais tive como contatos e nem me lembro de haver informado para elas o meu endereço eletrônico) de suposta autoria de um advogado (ardoroso defensor da situação) comentarista nas seções do Conjur. Trata-se de mensagem (que tudo indica ser "spam") cujo alvo é o Advogado Toron. Decerto, houve acesso indevido aos maillings das entidades associativas, porque espantosamente os remetentes não constam como advogados na consulta de inscritos no site da OAB/SP. Essas eleições estão sendo verdadeiramente manchadas pela situação, que tudo indica está desesperada. Não tenho candidato escolhido, mas se votar na situação era hipótese remota, agora NÃO VOTAR na situação é fato certo.

Resposta ao Toron à matéria do jornal Valor Econômico II

Brecailo (Advogado Autônomo - Consumidor)

A verdade é que agora o candidato Toron, que não se cansava de elogiar publicamente as gestões que integrava, especialmente o trabalho do candidato da situação Marcos da Costa (então vice-presidente da Ordem paulista) por não aceitar nenhum outro cargo ou posição na atual administração e ao verificar sua exigência frustrada, revolveu lançar-se candidato de oposição, tendo sempre sido situação e sem nunca ter cogitado tal pretensão.
Por fim, tais esclarecimentos são necessários para que nossa classe não seja enganada distorcendo-se os fatos e a própria realidade, na tentativa de escamotear um sentimento de traição ao grupo a que pertencia, por um interesse particular contrariado, o que marcou indelevelmente o nosso colega Toron, que hoje critica o que até ontem, enquanto atendido em suas pretensões enaltecia, elogiava e defendia! Essa é a verdade!
Atenciosamente,
Luiz Flávio Borges D'Urso
Presidente licenciado da OAB/SP

Resposta ao Toron à matéria do jornal Valor Econômico

Brecailo (Advogado Autônomo - Consumidor)

Prezados Amigos.
Diante de algumas inverdades inseridas na matéria publicada no jornal Valor Econômico, de 27/07/2012, sinto-me na obrigação de, em nome da Diretoria, do Conselho Seccional paulista, dos nossos Conselheiros Federais, da Diretoria da CAASP, das Comissões e da totalidade de nosso grupo político na OABSP, restabelecer a verdade sobre alguns fatos deturpados, na matéria referida, por um determinado candidato.
O candidato Toron rompeu com o nosso grupo político, com a situação, que até então defendia, passando a atacá-lá, porque, como todos sabem, exigiu continuar como Diretor do Conselho Federal, no que não foi atendido, representando SP, cargo que ocupou por 6 anos , pois compete a indicação à Seccional paulista.
Sua recondução não foi possível por dois motivos, primeiro porque sua atuação como Diretor do Conselho Federal foi pífia e inexpressiva na defesa dos interesses da advocacia de SP, chegando até a votar contra as posições da Seccional paulista, e segundo porque para esse cargo, na última eleição conduziu-se a então operosa vice-presidente de SP, Márcia Melaré, filha do ex-presidente Rubens Approbato Machado.
Assim, como se verifica, não é verdade que o candidato Toron, que integrou nosso grupo político por duas gestões (6 anos) como conselheiro federal e diretor do Conselho Federal indicado por nós, tenha rompido com a situação porque discordou do movimento "Cansei", movimento do qual participou a seccional paulista contra a corrupção.

Toron será o flagelo da advocacia brasileira

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório)

Se vencedor (o que espero sinceramente que não aconteça), o candidato TORON irá sucatear a advocacia brasileira, com base no sua teoria impensada e insana de que a abertura incondicional do mercado para as bancas alienígenas trará algum benefício á nós, advogados tupiniquins. Evidente que muita coisa se esconde por trás dessa ideia perversa equivocada e maléfica. Talvez TORON tenha seus motivos estritamente pessoais para continuar defendendo essa tese esdrúxula, mas é certo que os dividendos disso não passarão das portas da sua banca, beneficiando qualquer outra. Se existe um candidato que NÃO deve ser escolhido por quem ainda depende da advocacia como meio de subsistência esse sujeito tem nome: ALBERTO ZACHARIAS TORON.

Escritórios estrangeiros destruiram o mercado mexicano

Luiz C. Souza (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Toron aderiu ao credo neo liberal. Defende o ingresso de escritórios estrnageiros em territorio nacional
O problema é que a abertura de Mercado não significa mais empregos.
Ao contrario, veja o que ocorreu no México após a abertura do mercado local aos escritórios americanos: ficou difícil, impossível advogar (para os advogados mexicanos apenas...) no México.
Não gera empregos. Ao contrario, haverá, como bem alertou Podval, uma concentração de trabalho nos escritórios internacionais, aumentando a competição. Alem disto, os contratos são fechados na matriz e os resultados positivos repatriados a titulo de remessa de capital para o país sede.
Qual será o interesse em defender o ingresso de escritórios estrangeiros não país? Qual a vantagem?
A meu ver, nenhuma!!!
Toron não apresenta nenhum dado para confirmar sua idéia. Não há pesquisas, números ou qualquer outra evidência que apoie a sua tese. Haveriam bancas internacionais interessadas neste assunto?

Cospe no prato que comeu

Marcelo_drum (Estudante de Direito - Internet e Tecnologia)

É mais ou menos assim: Morei na casa de minha tia por 6 anos, aonde sempre fui bem tratado. Agora que saí da casa dela, desço a lenha dizendo que a casa é uma bagunça, que minha tia não sabe cozinhar, lavar, passar... etc.
Não é confiável!

Oposição é? Sei?

Macedo F. (Estudante de Direito - Comercial)

Nossa, o Toron passou 6 anos na OAB como Conselheiro Federal, elogiando a administração D´Urso. Agora vem dizer que é oposição e que a OAB está há 8 anos fora do rumo. Discurso de oportunismo apenas.

Caminho certo

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Independentemente da escolha pessoal de cada colega advogado pelo melhor candidato, uma coisa é certa: Toron tem estado de "peito aberto" em sua campanha, abordando temas extremamente impopulares e não adequadamente compreendido por todos como ingresso de bancas estrangeiras (que eu particularmente apoio), e outros mecanismos que objetivam modernizar a advocacia brasileira. Ainda não me decidi em quem vou votar, mas sob essa aspecto Toron me desperta toda uma simpatia.

Oposição sim

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Toron é oposição em relação à chapa de ocasião. Ainda que ele tenha estado junto à administração de D'Urson durante muitos anos, essa condição não desconfigura sua condição de oposição pra as próximas eleições internas da Ordem.

Toron oposição?

LACerriNeto (Advogado Sócio de Escritório - Criminal)

Até onde eu sei Toron participou ativamente da gestão D'Urso na OABSP, sempre favoravelmente, e agora vem dizer que é oposição?!

Magistrado ou Advogado?

Eduardo. Adv. (Advogado Autônomo)

Quem já foi candidato ao Quinto não merece representar a Advocacia, porque a Advocacia é atividade passageira.

Quem se candidata ao quinto...

Eduardo. Adv. (Advogado Autônomo)

Quem se candidata ao Quinto não merece representar a Advocacia, porque a Advocacia lhe é passageira...

Comentar

Comentários encerrados em 2/08/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.