Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Cirurgia arriscada

Paraná terá de pagar tratamento em spa para obeso

Uma decisão da Justiça, divulgada na última semana, determina que o governo do Paraná e a Prefeitura de Bandeirantes, no norte do estado, paguem o tratamento em um spa médico ao paranaense Alfonso Umbehaun, que está com 260 quilos e vários problemas de saúde. As informações são do portal G1.

Desempregado, ele anda com dificuldade e luta há anos contra a obesidade mórbida. A solução é a cirurgia de redução de estômago, mas, com tantos problemas de saúde — úlcera em uma perna, problemas de circulação e renal — existe um grande risco de haver complicações na operação. Por isso, o médico disse que só fará a cirurgia se Alfonso emagrecer 100 quilos. “Eu já tentei com nutricionista, eu já tentei de tudo, mas não consegui”, diz.

De acordo com a liminar, estado e município devem pagar o tratamento pelo tempo que o paciente precisar. A decisão precisa ser cumprida até o dia 30 de julho, sob pena de multa. “Está em prazo de recurso. Temos conhecimento de que o município deve recorrer dessa situação, mas nós estamos preparados inclusive para acompanhar o processo em todas as instâncias para que tenhamos sucesso”, explicou o advogado Ivonei Storer, voluntário no caso.

O governo do estado afirmou que ainda não foi notificado da decisão da Justiça. Já o prefeito de Bandeirantes, Celso Silva, informou que a Prefeitura não tem dinheiro para financiar o tratamento e que vai recorrer.

Revista Consultor Jurídico, 24 de julho de 2012, 16h57

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 01/08/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.