Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Inimigo do país

Juiz deixa caso Megaupload após declaração polêmica

O juiz David Harvey, encarregado de julgar a extradição de Kim Dotcom, criador do Megaupload, vai deixar o caso. De acordo com o jornal espanhol El País, o motivo seria a polêmica criada após declarações de Harvey. Durante uma conferência pela internet, em 12 de julho, o juiz respondeu a um participante com a seguinte frase: "Nós conhecemos o inimigo, e ele é os Estados Unidos". Dias depois, o caso ganhou grande repercussão na Nova Zelândia. As informações são do portal Terra.

Um dia antes, Dotcom havia pedido para ser julgado nos Estados Unidos por pirataria e não na Nova Zelândia, onde se encontra em liberdade condicional. 

Recentemente, o juiz havia adiado o julgamento da extradição de Dotcom e pediu aos Estados Unidos novas provas contra o fundador do site de downloads. Em um comunicado, o chefe dos tribunais da Nova Zelândia, Jan-Marie Doogue, disse que Harvey "reconhece que os comentários (...) podem ter reflexos na sua imparcialidade, e que a resposta adequada é parar o caso".

Revista Consultor Jurídico, 18 de julho de 2012, 18h28

Comentários de leitores

3 comentários

Coerência

Gilberto Strapazon - Escritor. Analista de Sistemas. (Consultor)

Concordo Marcos. Aqui mesmo que ocorra um escândalo absurdamente vergonhoso, vão dizer que estão querendo cercear o judiciário, isto se alguns não se empenharem imediatamente defendendo a boa ficha corrida do mesmo. Pode até ser, mas se naquele momento houve o erro, uma impecável ficha corrida pode ser atenuante, mas não vai servir como garantia de imparcialidade naquela situação. Ao meu ver, está correta a decisão tomada pelo juiz e também por ser uma demonstração de caráter ao assumir que tem suas próprias considerações que poderiam influenciar na questão.

Ele tem razão...

antonioribeiro (Advogado Assalariado - Financeiro)

Até que enfim encontramos alguma autoridade corajosa... Ele tem razão! O verdeiro inimigo são os Estados Unidos... Este país(minúsculo mesmo) vem ao longo da história tentando impor, na força, sua vontade perante os povos, sem respeitar os direitos humanos, sem respeitar a soberania... Sem respeitar!!!

Primeiro mundo

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Nos países civilizados qualquer indícios, ainda que remotos, de que um juiz poderia estar atuando de forma parcial, é motivo para afastamento. Aqui no Brasil, ao contrário, afastar um juiz suspeito ou impedido é algo quase que impossível, exceto se o próprio juiz se declarar suspeito.

Comentários encerrados em 26/07/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.