Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Corte de gastos

Telefones digitais geram economia para Justiça de MT

Em busca de economia, o Tribunal de Justiça de Mato Grosso trocou 13 unidades telefônicas para sistemas digitais. De acordo com cálculos da Comissão de Gestão e Desenvolvimento de Programas de Racionalização do Judiciário de Mato Grosso, o novo sistema resultará em economia de R$ 77,6 mil por mês, ou R$ 233 mil em cinco anos. As informações são do site de notícias 24 Horas News.

As comarcas de Alta Floresta, Barra do Garças, Cáceres, Pontes e Lacerda, Primavera do Leste, Rondonópolis, Sinop, Sorriso e Tangará da Serra receberão o novo sistema. Além disso, as unidades do Complexo Maruanã, Centro Socioeducativo, Departamento de Material e Patrimônio (DMP) e Juizado Especial Criminal (Jecrim), em Cuiabá, também ganharão as novas unidades telefônicas.

O novo sistema funcionará por meio do “fecho digital”. Cada fecho comporta 30 linhas telefônicas em uma única unidade, o que reduz os gastos. No Complexo Maruanã, que abriga parte dos Juizados Especiais do estado, por exemplo, os gastos com telefone são gastos R$ 15,7 mil mensais com 20 linhas telefônicas. Com o novo sistema, o custo cai para R$ 1,8 mil para 30 números de telefone.

Ao todo, o Judiciário mato-grossense investiu R$ 88,9 mil em 13 fechos digitiais. De acordo com estimativa do presidente da Comissão de Racionalização, Ademar Pereira da Silva, o gasto será amortizado em 14 meses.

Revista Consultor Jurídico, 10 de julho de 2012, 21h35

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 18/07/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.