Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

ASSISTÊNCIA ITINERANTE

Defensoria do DF fará atendimento itinerante

A Defensoria Pública do Distrito Federal lança, nesta segunda-feira (9/7), um projeto de atendimento a moradores de rua. O Defensoria Pública Itinerante–População em situação de rua vai mobilizar um serviço de atendimento jurídico itinerante voltado para cidadãos sem moradia.

De acordo com a Assessoria de Comunicação da Defensoria Pública do Distrito Federal, a iniciativa é pioneira no Brasil. O projeto foi desenvolvido em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda (Sedest) e o Movimento Nacional de População de Rua (MNPR).

Uma van será usada para que a equipe multidisciplinar composta por defensores públicos, psicólogos e assistentes sociais possa promover atendimento a moradores de rua em locais previamente selecionados por um mapeamento elaborado pelo Núcleo Especializado de Abordagem Social em Espaços Públicos (NUASO), da Sedest.

A primeira ação itinerante integrante da iniciativa ocorre na manhã desta segunda-feira, com a concentração dos participante às 7h, no Setor Comercial Sul, em frente ao edifício-sede da Defensoria Pública em Brasília.

"Nossa intenção é que o projeto sirva de modelo para todo o país e assim intensificar o atendimento a esta parcela da sociedade”, afirmou o defensor público geral do Distrito Federal, Jairo Lourenço de Almeida, oficialmente, por meio de sua assessoria.

”Precisamos disponibilizar para as pessoas em situação de rua todas as informações acerca das ações governamentais voltadas ao enfrentamento das injustiças sociais para que possamos promover a inclusão social de forma a garantir um padrão mínimo de bem-estar e a efetividade dos direitos sociais", reiterou Almeida. A van irá percorrer áreas da Asa Norte, Taguatinga e Ceilândia.  Com informações da Assessoria de Imprensa da Defensoria Pública do Distrito Federal.

Revista Consultor Jurídico, 8 de julho de 2012, 17h43

Comentários de leitores

11 comentários

kkkk - analucia (Bacharel - Família) devia ser comediante...

AWM (Outros)

Kkkk, a Constituição Federal da analucia (Bacharel - Família)deve ter sido comprada no Paraguai, pois na feita no Brasil não tem NADA que diga isto...
Vamos ver:
Art. 5o:
LXXIV - o Estado prestará assistência jurídica integral e gratuita aos que comprovarem insuficiência de recursos;
"9/07/2012 13:23 analucia (Bacharel - Família)
Defensoria é advocacia, tanto é que foi criada apenas para quem não pode pagar ADVOGADO."

Resolução da OEA sobre a importância da Defensoria Pública

AWM (Outros)

Está em língua oficial (espanhol), mas se quiserem eu traduzo ok!
AG/RES. 2714 (XLII-O/12)
DEFENSA PÚBLICA OFICIAL COMO GARANTÍA DE ACCESO A LA JUSTICIA DE LAS
PERSONAS EN CONDICIONES DE VULNERABILIDAD
(Aprobada en la segunda sesión plenaria,
celebrada el 4 de junio de 2012)
(...)
3. Afirmar la importancia fundamental que tiene el servicio de asistencia letrada gratuita prestada por los Defensores Públicos Oficiales para la promoción y protección del derecho de acceso a la justicia de todas las personas, en particular de aquellas que se encuentran en una situación especial de vulnerabilidad.

Concordo

SauloRibeiro (Outros)

Concordo com o comentário da colega abaixo.
Sou contra Defensores Xerifes que andam com arma na cintura fazendo bang bang.
A Suprema Corte Americana já declarou que isso ofende o artigo 134 da CF.
"Ademais", o STF também já afirmou que Defensores não são super herois, não podem usar uniformes secretos, não podem ter super poderes ou participarar de grupos de super herois (liga da justiça e etc)

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 16/07/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.