Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Videla e Bignone

Ex-presidentes argentinos são condenados a perpétua

Os ex-presidentes da Argentina Jorge Rafael Videla e Reynaldo Bignone foram condenados, respectivamente, a 50 e 15 anos de prisão em regime fechado, por subtração de bebês durante a ditadura militar na Argentina. A estimativa é que mais de 100 crianças, filhas de prisioneiras grávidas durante o regime militar, tenham sido entregues para adoção a militares ou policiais entre 1976 e 1983.

As decisões foram proferidas pelo Tribunal Federal Oral 6. Além de Videla e Bignone, também foram condenados o ex-almirante Antonio Vanek (40 anos), o ex-capitão da Marinha Jorge El Tigre Acosta (30 anos) e o ex-general Osmar Santiago Riveros (20 anos). Todos responderam por "subtração, ocultação, retenção e substituição de identidade”.

O julgamento ocorreu após 15 anos do começo das investigações. O processo foi movido pela líder da organização Avós da Praça de Maio, Estela de Carlotto. A organização reúne mães e avós de adultos e crianças desaparecidas durante os governos militares na Argentina. Tradicionalmente, às sextas-feiras, elas se reúnem na Praça de Maio, em frente à Casa Rosada, sede do governo argentino, em Buenos Aires, para pedir providências das autoridades.

Videla, 86 anos, já havia sido condenado pela Justiça, em dezembro de 2010, à prisão perpétua por crimes de lesa-humanidade, como o assassinato de 31 presos políticos. Bignone, 84 anos, também recebeu a pena de prisão perpétua em abril de 2011 por sequestros, torturas, assassinatos e desaparecimento de pessoas durante o regime militar. Com informações da Agência Brasil.

Revista Consultor Jurídico, 5 de julho de 2012, 22h16

Comentários de leitores

13 comentários

E por último...

Richard Smith (Consultor)

.
Depois, não foram FHC ou Lulla que trouxeram o Brasil aonde está, mas sim a segunda crise do Petróleo, o excessivo endividamento e a brutal estatização promovidos por Geisel, a "reserva de mercado" e os incompetentíssimos governos sarney e collor.
.
Quem resgatou o Brasil, na medida em que estabilizou a Moeda e definiu horizontes, foi o governo de FHC.
.
Quem não soube aproveitar a época de maior exuberância mundial desde o pós-guerra e não lançou o País para vôos mais altos foi essa merda de PT "que aí está". Isto também são fatos e não "versões".

Mementos...

Richard Smith (Consultor)

Caro Mikoyan & Gurevich 77:
.
Como referido lá embaixo, 21 anos de ditadura é papo para boi dormir, pois ditadura mesmo houve apenas na vigência do AI-5, de dezembro de 1968 a dezembro de 1978.
.
Depois, a ação dos verdeiros democratas não se deu apenas no "papo" (como se as palavras, os gestos e as intenções não tivessem muito valor!). O que os idiotas românticos burguesinhos conseguiram com a sua paixão pela substituição de um regime de força para uma DITADURA DO PROLETARIADO (está aí, em toda a imensa papelada produzida pelos verborrágicos grupelhos de esquerda) absolutamente TOTALITÁRIA foi acirrar ânimos e dar razão ou temor a quem os combatia.
.
O bom historiador não julga os fatos de ontem senão sobre o prisma de ontem. Em 1962/63 havia severa agitação comunista e estes já declaravam: "estamos no governo mas ainda não no poder!". Havia intensa infiltração do PCB nos quarteis, sindicatos, associações de cabos e soldados, etc. Isto é fato histórico, como contado pelos comunistas JACOB GORENDER no seu "Combate nas Trevas" e LUIS MIR no seu "A Revoluçao Impossível".
.
Ademais, não havia nenhuma experiência de luta anti-revolucionária do tipo "foquista" por parte das forças armadas e portanto, na época, não havia como dizer: "Ah, são apenas uns 500 jovens!" Até porque esses jovens MATAVAM e impiedosamente. Não há que se esquecer que poucos anos antes, em 1959 alguns poucos "revolucionários" haviam derrubado um governo em Cuba!
.
Então, no xadrez que se disputava no mundo, o Brasil era de importância maior do que a China e é natural que para cá convergisse o interesse anticomunista. Até porque, era de DOMINAÇÂO COMUNISTA mesmo que estamos falando!

O velho mote...

Mig77 (Publicitário)

Impensáveis 21 anos de ditadura, enquanto "pacientemente" os bons moços, Montoro,Covas, Teotônio Vilela, Ulisses Guimarães e outros tentavam (NO PAPO) convencer os militares a deixar o poder para lá,promover eleições diretas etc e tal.Alguns, não acreditaram que daria certo essa estratégia.Blá blá blá não resolve quando se sabe que o inimigo tem um objetivo bem claro a ser atingido.Isto é, enriquecer a direita brasileira, e não permitir que a América do Sul se tornasse comunista.Porque a ordem para isso vinha de fora.(Vide Argentina, Chile, Uruguai)Também impensável é crer que os "bons moços" não ajudaram financeiramente e estrategicamente os guerrilheiros.Não só ajudavam como se mobilizavam para que fossem monitorados junto aos órgãos de tortura, procuravam apoio para os guerrilheiros junto a Igreja, junto a outros países, negociavam troca de prisioneiros com reféns e faziam incursões junto aos próprios militares menos radicais.Nem poderia ser diferente.Seria inaceitável se não fosse assim. Naquela época o que se queria era derrubar a ditadura e tudo que ela representava.Só isso.Pulou dentro dessa trincheira, dane-se a bandeira que carrega se era comunista ou não.Depois resolveríamos isso.
O comunismo, não entrou e jamais entraria no Brasil.Não dá !!! Religião, propriedade, oligarquias e passado.
Não dá.Graças a Deus !!!
Comunismo foi e continua sendo o mote.A prova maior é a situação caótica que se encontra a saúde, educação e segurança neste país.Como se chegou a isso, afinal os MILITARES SALVARAM O BRASIL.Será que o FHC e o LULA sozinhos desgraçaram este país???Ou o Brasil está bem???Na pós-ditadura a inflação chegou a 1.760% a.a.Como foram bonzinhos implantando a Lei da Anistia.Seria cômico se não fosse trágica a crença de alguns.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 13/07/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.