Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Voo rasante

Caças causaram prejuízo de R$ 35 mil em prédio do STF

O Supremo Tribunal Federal calculou em R$ 35 mil o prejuízo causado ao prédio da corte pelo voo baixo de um caça da Força Aérea Brasileira, no último domingo (1º/7). Dois aviões Mirage 2000 faziam demonstrações com voos rasantes durante a troca da bandeira nacional e provocaram uma onda de choque nos vidros do prédio do STF, que fica ao lado do pavilhão na Praça dos Três Poderes. Vidros do prédio do Palácio do Planalto também foram danificados.

No STF, ao todo 65 vidros grandes e vários pequenos quebraram após a manobra, o que representa 320 metros do material. Os reparos começam nesta terça-feira (2/7), promovidos pela empresa que já presta serviço de manutenção para o STF, e devem ser concluídos em 15 dias. A FAB afirmou que vai arcar com as despesas.

O presidente do STF, ministro Carlos Ayres Britto, passou a despachar de seu gabinete no Conselho Nacional de Justiça, órgão que também preside. Seu gabinete, situado no terceiro e último andar do prédio principal, ficou bastante danificado após o acidente.

A Suprema Corte entrou em recesso na última sexta-feira (29/7) e, por isso, sua rotina não deverá ficar tão comprometida com a reposição dos vidros. Segundo o diretor-geral do STF, Amarildo Vieira de Oliveira, uma reforma na fachada do edifício já era estudada.

“Nossa estrutura, diferentemente da do Palácio do Planalto, que passou por reforma e agora tem vidros blindex, é de vidro comum”, afirmou em entrevista à TV Record. “Já estávamos monitorando. O problema é que a urgência não vai deixar fazer a obra completa, teremos que só repor os vidros.”

O Comando da Aeronáutica afastou o piloto responsável pela manobra. Segundo comunicado oficial, ele excedeu a velocidade adequada para a demonstração, chegando a 1,1 mil km/h. “O piloto está temporariamente afastado das atividades aéreas, irá passar por uma avaliação operacional e poderá sofrer sanções”, diz o órgão, em nota. Com informações da Agência Brasil.

Veja vídeo da demonstração: 

Revista Consultor Jurídico, 2 de julho de 2012, 22h14

Comentários de leitores

19 comentários

Que absurdo(s)!

Richard Smith (Consultor)

.
Defender as suas idéias com virilidade, principalmente ante à tergiversação maliciosa ou ignorante mesmo, de alguns, é valido na minha opinião, mas descambar para a grossura ESCRÔTA e desnecessária é outra coisa, bem diferente!
.
Depois, costumo receber mensagens do GOOGLE GROUPS acerca de oportunidades no meio jurídico e deparei-me anteontem com uma que só pôde me fazer rir: um determinado escritório de advocacia societária estava precisando de uma pessoa experiente para acompanhar AGO´s e AGE´s, redigir as atas, proceder ao registro na JUCESP e várias outras coisas mais (do tipo bater o escanteio e correr para cabeçear!) No final do anúncio ainda constava: "Inglês fluente, falado e escrito é determinante!".
.
Salário: R$ 1.200,00! O que bons escritórios por aí pagam de "bolsa" para estagiários de 4º. semestre!
.
Enquanto isso, vamos vendo por aí, próceres do partido no poder (aquele, lembram? do "num rôba e nem deixa robá"!) se refastelando como "conselheiros" de estatais, com estipêndios de R$ 25.000/R$ 30.000,00. É certo isto?!
.
Depois, procurem saber quanto ganha um coronel-aviador da FAB, responsável pela nossa defesa aérea!

???

Aiolia (Serventuário)

Gathaspar, rpz, se estamos no mesmo time, então deixa de jogar contra, porra!!!
Abraços!

Faz me rir!

Gathaspar (Advogado Autônomo)

Ai ai ai ai...Sr. Alex, é sério, presta atenção no que estamos falando, não queria falar de você ou do judiciário, como se ele fosse só seu...Imagino que todos que estão aqui se interessam um tanto por essas notícias...ou você perde seu tempo comentando em sites de noticias especializadas que vc não se interessa???
Eu trabalho no judiciário!! Eu sei dos serviços que funcionários (poxa, a CF não usa, mas vc entende qnd eu digo, não entende?) prestam, eu sei da sobrecarga, e eu sei que não há reajuste...mas olha meu primeiro comentário. Pára e pensa.
Eu leio o conjur todos os dias, pouco me manifesto, mas as vezes fico indignado com atitudes como a sua...
Fico indignado com a aparente incrível capacidade de NUNCA concordar com colegas. Colegas que tem a mesma formação cultural, mesma formação acadêmica...aliás, que talvez tenham até os mesmos livros de cabeceira...
No primeiro ano da faculdade vc deve ter aprendido 10 mandamentos do advogado...que não servem só para eles, mas para todos que lidam com direito, deve lembrar também que o CPC diz ser dever o tratamento urbano entre as partes e etc...
Ou seja, não precisa ficar tão indignado, tão revoltado, tão ríspido...só aceite a crítica: seu tratament aqui com outros não é educado! Não é cordial! Tente quebrar aquele paradigma de servidor público ranzinza e mau-humorado...
PS: vc deve saber que "faz me rir" é uma expressão: não seja tão rigoroso gramaticalmente com expressões!

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 10/07/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.