Consultor Jurídico

Comentários de leitores

4 comentários

PARA GERIVALDO NEIVA

Sandra Paulino (Advogado Autônomo)

Salve, dr. Gerivaldo! que alegria esta BA nos dá com gente como a ministra Eliana e como vc! realmente, a BA não é outro país, é outro mundo... precisava encontrar vc em algum lugar e foi justamente aqui... perdemos contato mas meu e-mail continua sendo sandrapaulino@aasp.org.br
Ao ler a prosa, fiquei decepcionada pq o final não foi publicado, talvez por questões de espaço. Mande a íntegra quando puder.
Aqui em SP, tudo na mesma, exceto a ousadia de gente que se diz colega e manda baixar o pau, suspendendo sem processo, coronelizando a Ordem, a prefeitura, um horror e por fim, ainda dizem que cuidam "das pessoas". Eu quero ver quando se abrir a caixa preta do judiciário que tanto amofina os paulistas, lotada da corrupção tucana... até rua pública por aqui é fechada para uso de apenas alguns e "vira" condomínio... vamos nos falar. Abraço, Sandra Paulino

comentário abaixo!

Ricardo T. (Outros)

O juiz que escreveu o texto deveria ter sido poeta. Espero que a Vara dele esteja em dia! Ou então que tal destinar parte de seus vencimentos para os pobres do pinheirinho. Eu acho que seria a medida mais salutar. As pessoas que estavam no pinheirinho agora estão sendo usadas por aqueles que querem se aparecer.

comentário abaixo!

Ricardo T. (Outros)

O juiz que escreveu o texto deveria ter sido poeta. Espero que a Vara dele esteja em dia! Ou então que tal destinar parte de seus vencimentos para os pobres do pinheirinho. Eu acho que seria a medida mais salutar. As pessoas que estavam no pinheirinho agora estão sendo usadas por aqueles que querem se aparecer.

Justiça

Kleberson Advogado Liberal (Advogado Autônomo)

Vejam este belíssimo texto de um juiz de verdade:
Não os perdoem: eles sabem o que fazem!
Ao povo do Pinheirinho!
Gerivaldo Neiva *
Para o governador, a culpa é da Justiça.
Para toda imprensa, a Justiça determinou, mandou, decidiu, despejou…
Para o Juiz que assinou a ordem, cumpriu-se a Lei e basta: Dura lex sede lex!
Para catedráticos cheirando a mofo, o Estado de Direito triunfou!
Para o Coronel que comandou, ordens são ordens!
Para o soldado que marchou sobre os iguais, idem!
Ei, Justiça, cadê você que não responde e aceita impassível tantos absurdos?
Não percebes o que estão fazendo com teu nome santo?
Em teu nome, atiram, ferem, tiram a casa e roubam os sonhos e nada dizes?
Tira esta venda, vai!
Veja o que estão fazendo em teu nome! Revolte-se!
E o pior dos absurdos: estão dizendo teus os atos do Juiz e do Poder que ele representa!
Vais continuar impassível?
E mais absurdos: estão te transformando em merdas de leis.
Acorda, vai!
Chama o povo, chama o Direito das ruas e todos os oprimidos do mundo e brada bem alto:
- Não blasfemem mais com meu nome! Não sou o arbítrio e nem a ganância! Não sou violenta, nem cínica e nem hipócrita! Não sou o poder, nem leis, nem sentenças e nem acórdãos de merda!
Diz mais, vai! Brada mais alto ainda:
- Eu sou o sonho, sou a utopia, sou o justo, sou a força que alimenta a vida, sou pão, sou emprego, sou moradia digna, sou educação de qualidade, sou saúde para todos, sou meio ambiente equilibrado, sou cultura, sou alegria, sou prazer, sou liberdade, sou a esperança de uma sociedade livre, justa e solidária e de uma nação fundada na cidadania e dignidade da pessoa humana.
Diz mais, vai! Conforta-nos:
- Creiam em mim. Um dia ainda estaremos juntos. Deixarei de ser o horizonte inatingível para r

Comentar

Comentários encerrados em 2/02/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.