Consultor Jurídico

Notícias

Edital suspeito

Suspensa compra de pênis de borracha para universidade

Comentários de leitores

5 comentários

Empregos

Gilberto Strapazon - Escritor. Analista de Sistemas. (Consultor)

Marcos Alves Pintar, você apresentou uma excelente idéia. Isto vai criar muitos empregos! Ao invés de serem flanelinhas, a pessoa vai para a universidade, ajudar no ensino. E de quebra, ainda tem a oportunidade de aprender coisas novas e conseguir indicações para outras oportunidades de trabalho, onde nem precisem dar "duro". (risos).
Falando sério, as escolas de arte adotam históricamente, modelos vivos. Para estas situações não seria possível o mesmo? Claro que com treinamento e acompanhamento adequados, devido as "manipulações" necessárias ao entendimento e aprendizado.

O verdadeiro é mais barato

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

No Piauí, umas das regiões mais empobrecidade do mundo, não faltaria gente para "alugar" o bilal por R$0,50 para as supostas aulas na Faculdade. Poder-se-ia, inclusive, escolher amplamente cores, calibres e demais particularidades, nos termos da necessidade de uso no laboratório.

Independência para o Piauí já...

Mig77 (Publicitário)

Esse proeminente Estado, progressista, de cultura invejável, de tantas conquistas históricas para o povo brasileiro merece sua independência.Não adiem mais, povo do Piauí.Vá às ruas e não aceitem mais esse atrelamento compulsório ao resto do Brasil.Vcs não precisam do Brasil!!!
Quanto ao pênis de borracha, é um insulto ao homem piauiense que nunca precisou de subterfúgios e nem de tecnologia plástica para fazer os seus cumprimentos de alcova.Tampouco a mulher piauiense, não deverá aceitar substituição daquilo, conhecido nos 4 cantos do país, por outra artificial que não substituirá com competência o que ela tem de mais valioso.
Rebelem-se já!!!

Exigências

Gilberto Strapazon - Escritor. Analista de Sistemas. (Consultor)

Fica claro que se a instituição exige que o fornecedor possa entregar 2000 pênis de borracha de um certo tipo, quando na verdade só precisa comprar DOIS, que estão excluíndo sumariamente a maioria dos interessados no fornecimento.
Ora, para comprar DOIS pênis de borracha, praticamente qualquer sexshop e boutiques que vendam estes produtos estaria habilitada.
Se para comprar duas unidades, o fornecedor tem que ter a capacidade de uma megadistribuidora, fico imaginando como eles selecionam fornecedores para outros produtos. Se bem que os demais itens citados já dão um exemplo de que claramente estão dando preferência para distribuidoras muito grandes.
Seguindo a mesma lógica, e exigir capacidades absurdas, provavelmente, a instituição só compra combustível direto da refinaria...

É dose!

João NNeves Jr (Funcionário público)

Putz, até compra de pinto há fraude nesse país!
Se Jesus voltar por aqui, será depenado, com certeza!

Comentar

Comentários encerrados em 1/02/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.