Consultor Jurídico

Comentários de leitores

6 comentários

DEBATE FALSO

Antonio D. Guedes (Professor Universitário - Tributária)

A previdência é um fundo de acumulação que paga "benefícios"aos seus contribuintes-segurados que tenham completado as condições para tanto.Se os pagamentos foram feitos e essas condições se realizaram, o benefício (na verdade,seguro e obrigação contratada) tem que ser pago. Quem provoca o rombo não é o servidor, mas o tomador de seu serviço, pois o Estado não paga contribuição previdenciária de seus servidores; esses pagam 11% (os privados, só 8%) sobre o TOTAL de seus vencimentos (os privados, só sobre um "teto"), e se exercem duas atividades, concomitantes ou sucessivas, têm retenção da contribuição em ambas. A "reforma" (na verdade, amputação) da previdência que está no Congresso visa cortar os beneficíos dos servidores, quando deveria é estendê-los (com as prévias contribuições integrais)a todo trabalhador. Desse modo regredimos e nos distanciamos mais dos países nórdicos, que têm a melhor previdência do mundo, o melhor nível de renda, a melhor qualidade de vida e entre as maiores riquezas nacionais: e sem renda, mesmo que previdenciária, não há consumo e nem geração de riqueza!

PARABÉNS AOS MAGISTRADOS

aluizio gaviao azul (Funcionário público)

FINALMENTE JUSTIÇA FOI FEITA ÀOS NOBRE MAGISTRADOS
PORQUE, FAZEM A JUSTIÇA ACONTECER AOS DEMAIS TRABALHA-
DORES, E POR QUE NÃO À SUA PRÓPRIA CLASSE?
PARABÉNS!
aluizio silva (cic 089542914-49).

Não acredito....

acs (Advogado Assalariado)

Os magistrados conseguiram uma decisão judicial que beneficia os magistrados???Não acredito,primeira vez...

Juízes em causa própria

JA Advogado (Advogado Autônomo)

Ah, sim, claro.Deve ser um direito. E dane-se o atual rombo de R$ 55 bilhões da previdência social e danem-se os brasileiros chamados contribuintes que pagam essa impagável conta. Aliás, dane-se o mundo todo. O importante somos nós. Importante também é "assegurarmos" que seja feita a tão sonhada justiça (como é mesmo ? kkkk, é assim o riso sarcástico pela web ?). Perderam a noção das coisas. Sinto-me o verdadeiro palhaço e começo a compreender porque aconteceu a Revolução Francesa e porque surgiu a Guilhotina.

Mais um capítulo

Ricardo Cubas (Advogado Autônomo - Administrativa)

Esse é só mais um capítula da série: como subtrair do Erário de forma aparentemente legalizada.
.
Caminhamos a passos largos para sermos uma futura Grécia. A maior bomba relógio é a Previdência Social que, para episódios como esse, representa o Brasil como a nação mais generosa do mundo.
.
Não é à toa que quando se fala em mudanças na Previdência Social, nossos políticos separam a pública (intocável) da privada (reformável), sempre, por uma razão simples: interesses escusos.

Fazendo justiça

Flávio Souza (Outros)

São situações como essa e tantas outras visualizadas na vida cotidiana que remetem a um juízo de valor de que a Previdencia Social vai estourar logo logo. No dia em que acontecer o que vem acontecendo em alguns países da Europa ai eu quero ver se a população não vai se unir e tentar mudar esse quadro. No meu entendimento, não deveria ser permitido que uma pessoa aposentada por um mesmo regime receber outro, salvo se for regimes diferentes. Ademais, tantas pessoas sem emprego e outras com dois, três e até três empregos. Não é o caso da reportagem, mas numa situação hipótetica, servidor público, detentor de duas aposentadorias como citada na reportagem, e com 70 anos e vindo contrair matrimonio com uma mulher de 30 anos e passando 5 anos de convivencia, vem o detentor do benefício falecer, essa mulher vai perceber seus proventos até a morte. Enquanto isso, um trabalhador do INSS, labora por 35 anos ou até mais e quando vai se aposentar além do benefício ser achatado, ainda é aplicado o fator previdenciario. Aqui sem falar na pensão de ex-chefes do Poder Executivo que é alvo de contestação no STF. O Brasil precisa mudar.

Comentar

Comentários encerrados em 27/02/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.