Consultor Jurídico

Reconhecido na TV

Pai de Eloá Pimentel não consegue HC no STJ

Condenado a 33 anos de reclusão por dois homicídios qualificados, Everaldo Pereira dos Santos, pai de Eloá Cristina Pimentel, jovem de 15 anos assassinada em outubro de 2008 depois de ter sido mantida em cárcere privado pelo ex-namorado, teve pedido de liminar em Habeas Corpus negado no Superior Tribunal de Justiça. A decisão é do desembargador convocado Vasco Della Giustina. O mérito do pedido será julgado pela 6ª Turma.  

Ex-cabo da Polícia Militar de Alagoas, Santos está preso em Maceió, onde os crimes foram cometidos. Ele estava foragido em Santo André e foi reconhecido durante a cobertura do sequestro, cujas imagens foram transmitidas por várias emissoras de televisão. 

No HC, a defesa do ex-PM pede a reforma da sentença penal condenatória. Ele já havia tentado obter liminar em Habeas Corpus impetrado na Justiça de Alagoas. O pedido foi negado.

O desembargador convocado Vasco Della Giustina aplicou a Súmula 691 do Supremo Tribunal Federal, que impede o julgamento de Habeas Corpus contra decisão que negou liminar em outro HC. 

Nesta segunda-feira (13/2), começou o julgamento do ex-namorado de Eloá, Lindemberg Fernandes Alves. A expectativa é de que o Júri dure três dias. Além da acusação pela morte da ex-namorada, Lindemberg responde por tê-la mantido em cárcere privado por mais de cem horas e também por reter no mesmo cativeiro três amigos da vítima. Com informações da Assessoria de Imprensa do STJ.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 13 de fevereiro de 2012, 17h11

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 21/02/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.