Consultor Jurídico

Pagamento de dívidas

TJ-SP arrecada R$ 290 mil com aviões e sucatas

Um dos aviões da massa falida da Vasp foi vendido por R$ 133 mil em leilão realizado nesta segunda-feira (6/2), em São Paulo, por determinação da 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais da capital. O avião, um Boeing 737-200, estava avaliado em R$ 100 mil, não têm condições de voar, mas está inteiro. O comprador do avião não pretende desmontar a aeronave. A intenção é colocá-la em uma área de lazer para crianças na cidade em que vive.

Também foram leiloados quatro lotes de sucatas de aeronaves que foram desmontadas e picotadas. Cada um estava avaliado em R$ 30 mil, mas todos foram arrematados com ágio — um por R$ 42 mil; dois por R$ 40 mil e o último por R$ 36 mil.

Ao todo foram arrecadados R$ 291 mil, que serão utilizados para o pagamento de dívidas da empresa, prioritariamente as trabalhistas.

De acordo com o juiz da 1ª Vara de Falências, Daniel Carnio Costa, outras 22 aeronaves serão leiloadas. Uma delas, que está em bom estado e foi um dos primeiros boeings a voar no país, também será vendida inteira.

O patrimônio da Vasp também conta, entre outras coisas, com cerca de 80 mil peças de aviões antigos. Entre o material estão asas, turbinas, pneus, mesas de refeição, tapeçaria, peças de freios e motor, válvulas de pressão e combustível etc. Para vender esses artigos, será promovida no dia 14 de fevereiro uma visitação ao Parque de Peças da empresa, no aeroporto de Congonhas, em São Paulo.

As empresas interessadas devem se cadastrar no cartório da 1ª Vara de Falências (Fórum João Mendes Júnior – Praça João Mendes, s/nº) ou no escritório do administrador da massa falida, pelos telefones (11) 3107-7373 ou 3104-9668. Com informações da Assessoria de Imprensa do TJ-SP.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 6 de fevereiro de 2012, 19h30

Comentários de leitores

1 comentário

E agora o que fazer com o dinheiro

Flávio (Funcionário público)

Se depender de palpites aqui vai um: Que o TJ use o dinheiro arrecadado para colocar em dia o carnezão dos magistrados. Porque todo dinheiro que entra nos cofres do TJ é direcionado para pagamento de atrasados desta categoria.

Comentários encerrados em 14/02/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.