Consultor Jurídico

Comentários de leitores

4 comentários

CARO DANIEL

FABIO RIO DE JANEIRO (Administrador)

Você precisa estudar mais. A CF diz que a legitimidade do MP para propor ACP não exclui a de outros, logo é ela que não estabelece o tal "monopólio". No entanto, com relação a prestação de assistência jurídica a mesma CF (compre uma e leia bastante) estabelece a Defensoria Pública como tendo atruição exclusiva para tal. É simples assim! Será que é difícil para os advogados paulistas entenderem isso?

O leitor Daniel quer ser defensor, mas....

Ricardo T. (Outros)

Acho que o Daniel quer ser Defensor, mas não passa na prova. Os defensores são verdadeiros heróis, fazendo um trabalho brilhante. Nos corredores dizem que SORTE do pobre que é defendido pelo defensor, porque, se necessário, o caso chegará até o Supremo. Agora, o pobre que é defendido por aquele que é nomeado, não sei não.... Defensoria já em todas as cidades!!

O leitor "Republicano" quer ser Promotor, mas.....

daniel (Outros - Administrativa)

O leitor "Republicano" quer ser Promotor, mas não conseguiu passar no concurso.
Para ajuizar ACPs há quase dez legitimados, logo não faz sentido que haja apenas UM para prestar assistência jurídica.
O que vai acontecer: O orçamento vai ser para Assistência Jurídica e não apenas para a Defensoria explorar os pobres, e inclusive todos as cidades vão prestar assistência jurídica e acabará o monopólio de pobre pela Defensoria.

Será ?

Republicano (Professor)

O MP anda preocupado com a DP, não é mesmo? Ninguém gosta de dividir espaço público. Se o MP (CONAMP) está tanto preocupado com os necessitados, por que tenta barrar a autorização legal dando legitimidade aos Defensores na ACP? Claro que Defensor Público por perto significa menos trabalho com entrevistas com a sociedade, ações de alimentos etc., não é mesmo? O MP é uma grande instituição, cresceu e vem desempenhando bem seu papel. Para sua estrela brilhar, não precisa tirar o brilho dos outros. Todos devem trabalhar unidos em prol da sociedade. O orçamento da DP nos Estados deve ser compatível com seu desenho constitucional, parea que todas as comarcas possa receber um Defensor Público. De toda sorte, o debate é interessante, pois, mostra que a DP é imprescindível.

Comentar

Comentários encerrados em 13/02/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.