Consultor Jurídico

Investimentos e créditos

MP garante recursos enquanto orçamento não é votado

A Medida Provisória que vai garantir, no início de 2013, R$ 42,5 bilhões para os investimentos federais e créditos suplementares que não chegaram a ser votados pelo Congresso Nacional, será publicada em edição extraordinária do Diário Oficial. A MP tem o objetivo de garantir recursos enquanto a votação do orçamento para 2013, marcada para fevereiro, não acontece.

Do total, R$ 700 milhões dizem respeito a 18 projetos de lei com suplementações orçamentárias relativas a 2012. As propostas chegaram a ser enviadas ao Congresso, mas não foram votadas a tempo. A MP prevê ainda a abertura de créditos para o Orçamento de 2012 para investimentos nos Três Poderes, num total de R$ 41,8 bilhões.

De acordo com a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, o montante de R$ 41,8 bilhões corresponde a um terço dos investimentos totais aprovados para 2013 pela Comissão Mista de Orçamento (CMO). Segundo Miriam Belchior, a MP foi necessária para não interromper a execução dos investimentos federais no início de 2013. “Precisamos garantir que o empuxo [dos investimentos federais] do segundo semestre [de 2012] se espraie para o ano que vem, para que não haja problemas de continuidade em projetos importantes.” Com informações da Agência Brasil.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 28 de dezembro de 2012, 17h29

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 05/01/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.