Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Reviravolta política

Vice-presidente do Egito renuncia durante referendo

O vice-presidente do Egito, Mahmoud Mekki, renunciou neste sábado (22/12), durante o referendo que decidirá se a polêmica nova constituição do país será estabelecida ou não. A notícia é do portal R7.

"Eu percebi há algum tempo que a natureza do trabalho político não se encaixa na minha formação profissional como um juiz", afirmou Mekki em um comunicado obtido pela agência de notícias  AFP.

Mekky liderou a organização das reuniões de "unidade nacional", a pedido do presidente Mohamed Mursi. Os principais políticos da oposição não participaram dos encontros.

Após dois anos da destituição do tirano Hosni Mubarak, que deteve o poder durante 30 anos, o Egito passa por um delicado momento.

Mursi, que foi eleito, é criticado pela oposição por preterir os direitos das mulheres e da minoria cristã do país em favor da população islamita, e é acusado de tentar impor a nova carta constitucional.

Durante a votação, uma coalizão de grupos de direitos humanos egípcios relatou que uma série de irregularidades já aconteceram. Postos de votação foram abertos com atraso, apoiadores da nova constituição fizeram campanha ilegal pelo voto afirmativo, e pelo menos uma pessoa morta votou.

O texto da nova legislação apresenta inúmeros trechos vagos, que permitem excesso de interpretação, e adota a sharia, o código de leis islâmicas, como sua fonte primária, o que pode ter grave impacto em questões como vida familiar, divórcio, e o papel da mulher na sociedade.

Revista Consultor Jurídico, 22 de dezembro de 2012, 17h57

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 30/12/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.