Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Auxílio-moradia

Deputados de Santa Catarina aprovam reajuste de 79%

Os deputados da Assembleia Legislativa de Santa Catarina aprovaram, nesta quarta-feira (19/12), um aumento de 79% no próprio auxílio-moradia, retroativo ao mês de setembro de 2011. O aumento vale também para juízes, desembargadores, procuradores e promotores do Estado. O valor do benefício passa de R$ 2.400 para R$ 4.300 mensais. As informações são do site de notícias UOL.

O projeto foi apresentado pela Mesa Diretora da Assembleia na terça-feira (18/12). O auxílio é pago em caráter permanente para parlamentares e servidores que não possuem residência oficial nas cidades onde atuam. O aumento equipara o benefício em Santa Catarina ao valor pago aos ministros do Supremo Tribunal Federal desde setembro de 2011. Os beneficiados receberão no próximo mês a diferença acumulada no período.

Segundo a Assembleia, cerca de mil pessoas serão beneficiadas. O valor do aumento vai custar cerca de R$ 25 milhões aos cofres públicos só no próximo ano.

O bloco governista formado por PMDB, PSDB, PSD, PP, PPS e PTB (com 31 deputados) votou favoravelmente ao reajuste. Apenas nove parlamentares votaram contra.

"É uma medida que pega mal, mas, quem não quiser receber o auxílio, pode fazer um comunicado oficial e desistir dele", afirmou o presidente da Assembleia, deputado Gelson Merisio (PSD).

Revista Consultor Jurídico, 20 de dezembro de 2012, 18h19

Comentários de leitores

1 comentário

Crueldade

flavio (Outro)

Além de darem aumentos pra si para morarem em palácios ainda dão um cala boca, uma migalha para juízes, desembargadores, procuradores e promotores do Estado e o restante do funcionalismo seguem humilhados com baixos salários,não conseguem sequer fazer uma greve decente são atrapalhados por sindicatos que anos a fio iludem a todos com piadas, todos sem iniciativa nenhuma para dignificar o servidor público, depois vem esses juízes a declarar que a greve deve acabar, vem os conselho de classe fiscalizar o servidor,seguem -se as contratações de emergência de pessoas passando por dificuldades para tapar os buracos provisóriamente, vem a pressão das chefias e dos cargos em comissão quem tem os salários graciosos; vem o desconto dos dias parados...O servidor público fica arrochado com suas dívidas e volta a trabalhar, abaixa a cabeça e vive de lamentações silenciosas ora divididas entre os iguais e com grande pesar.Muitos pediram demissão cairam na realidade outros desdobram-se em dois empregos não tem descanso e vida familiar prejudicada, (há uma distância tênue entre o escravo e o homem livre apartir daí).A sociedade precisa se mobilizar mais para extirpar os maus partidos políticos, já não da mais para se falar em político porque atrás de um mau político há uma fila de maus politicos rangendo os dentes e babando para tomar-lhes a frente .Cadê o aumento? O servidor só recebe entre o mínimo dos mínimos e os políticos os máximos dos máximos de aumentos e comissões,etc è uma relação de crueldade de poucos para com muitos!Venha ser um trabalhador da área da Saúde, venha ser um técnico ou auxiliar de enfermagem .A mentalidade dos maus políticos é o enriquescimento,votemos com mais responsabilidade,as pessoas estão separadas e com baixa estima,é hora de mudar.

Comentários encerrados em 28/12/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.