Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Novas evidências

Corte britânica reabre inquérito de tragédia em estádio

Foi reaberto o inquérito sobre a Tragédia de Hillsborough, que matou 96 torcedores do Liverpool em uma partida da seminal da FA Cup, contra o Nottingham Forest, no estádio Sheffield Wednesday, em 1989, na cidade de Hillsborough. A corte superior da Inglaterra anulou as decisões do primeiro julgamento e determinou nova investigação, que se concentrará na ação dos policiais e outras autoridades durante o episódio. As informações são da Gazeta Esportiva.

Há três meses, um novo relatório produzido pelo Painel Independente de Hillsborough afirmou que 58 vítimas poderiam ter sido salvas se as autoridades não falhassem. Quando da divulgação do documento, o primeiro-ministro inglês, David Cameron, pediu desculpas em nome do governo britânico.

No dia da partida, a Polícia alocou a torcida do Nottingham Forest no maior setor do estádio, com capacidade para 21 mil pessoas, deixando os torcedores do Liverpool na ala em que cabiam 14 mil. No entanto, muitos torcedores compareceram ao estádio, e na iminência da partida, cerca de cinco mil torcedores do Liverpool entraram no estádio, causando uma queda na arquibancada. O peso da multidão esmagou quem estava imediatamente próximo às resistentes grades de proteção, matando 96.

"O surgimento de novas evidências tornou um novo inquérito inevitável. Angustiante ou intragável, a verdade precisa ser trazida à luz. Desta forma, as famílias das vítimas do desastre serão respeitadas. Nosso desejo é que o novo inquérito não seja adiado", declarou o chefe do Supremo.

A sessão em que foi reaberto o inquérito teve a presença de mais de 40 famílias de vítimas da Tragédia de Hillsborough, integrantes do Grupo de Apoio às Famílias de Hillsborough. "A Justiça está em seu caminho. Tudo o que dissemos está sendo provado como correto", comentou o presidente da associação, Trevor Hicks.

Revista Consultor Jurídico, 19 de dezembro de 2012, 18h45

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 27/12/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.