Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Poder compartilhado

PEC tira do MP exclusividade da Ação Penal Pública

Proposta de Emenda à Constituição que tramita no Congresso pretende tirar do Ministério Público a exclusividade para propor Ação Penal Pública. A PEC 194/2012, de autoria do deputado Bernardo Santana de Vasconcellos (PR-MG) acrescenta um parágrafo ao artigo 129 da Constituição, determina que, em caso de omissão injustificada do Ministério Público, após decorridos 30 dias do recebimento do inquérito policial concluído, a Ação Penal Pública poderá ser promovida pela vítima ou seus familiares; por meio de advogado ou defensor público; pelo advogado público; pela Ordem dos ADvogados do Brasil e por entidades de direitos humanos.

Vaconcellos justifica sua proposta questionando o o fato de a ação penal ficar nas mãos de uma única instituição. “A ação penal constitui-se numa das formas de recompor um dano suportado. Esse direito de natureza postulatória não pode ficar indistintamente nas mãos de uma única instituição, eis que se trata de questão reparatória, cuja realização da justiça dela depende”, explica.

A PEC estabelece ainda que, se a ação penal for proposta pela vítima, por seus familiares ou pelo advogado público, caberá ao Ministério Público acompanhar a ação como parte subsidiária, podendo oferecer denúncia substitutiva ou intervir em todos os termos do processo, fornecer elementos de prova, interpor recurso e, a todo tempo, no caso de negligência do denunciante, retomar a ação como parte principal, dela não podendo desistir.

A PEC 194/12 aguarda análise da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) quanto à admissibilidade. Se aprovada, será criada uma comissão especial para analisar o mérito da PEC, que ainda deverá ser votada em dois turnos pelo Plenário. Com informações da Agência Câmara

Clique aqui para ler a proposta

Revista Consultor Jurídico, 31 de agosto de 2012, 4h26

Comentários de leitores

28 comentários

Marcos alves pitar

Gini (Servidor)

O quê será que acontece com esse sr.? Ele se acha dono único da verdade. Que ridículo!
Está sempre falando mal do MP, dos Juízes, dos... etc., etc. Essa generalização que ele faz, ensacando tudo e todos num mesmo e único pacote de "semvergonhice" é a maior demonstração de falta de inteligência.
Num universo de não sei quantos mil membros do MP, Judiciário, etc, TODO MUNDO é safado? Quê que é isso?
Vá curtir uma praia, ler um livro bom, relaxar, namorar, tomar sorvete, sei lá, aproveitar melhor a vida, pois esse azedume envelhece antes do tempo.

Passou recibo de novo...

Ricardo (Outros)

Hehehehehe.

Coitado

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

E ainda ri dele próprio...

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 08/09/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.