Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Tiro na cabeça

Autor de livro diz que Bin Laden foi morto em quarto

O porta-voz da Casa Branca, Jay Carner, confirmou que as informações divulgadas pelo governo dos Estados Unidos sobre circunstâncias que levaram à morte de Osama Bin Laden, em maio de 2007, foram incompletas. No entanto, ele evitou detalhar as contradições que vieram à tona, nos últimos dias, com a revelação de um oficial que participou da operação no Paquistão. “Trabalhamos para conseguir informação o mais rapidamente possível e a informação inicial acabou por ser incompleta”, disse o porta-voz.

Líder e fundador da rede Al Qaeda, organização à qual são atribuídos vários atentados contra alvos civis e militares dos Estados Unidos e seus aliados, inclusive os ataques de 11 de setembro de 2001, Bin Laden foi morto durante uma operação militar norte-americana, em Abbottabad, no Paquistão. De acordo com as autoridades dos Estados Unidos, o corpo dele foi lançado ao mar.

No livro Easy Day: The Firsthand Account Of The Mission That Killed Osama Bin Laden (cuja tradução livre é um dia nada fácil: o primeiro relato da missão que matou Osama Bin Laden), o autor sob o pseudônimo de Mark Owen diz que Bin Laden foi morto com um tiro na cabeça, no quarto onde estava. O livro será lançado na quarta-feira (4).

Para as autoridades norte-americanas, o autor do livro que é um ex-oficial violou o compromisso de confidencialidade a que estava sujeito e que incluía a revisão de qualquer testemunho pessoal antes da sua publicação. O Pentágono, Departamento de Defesa dos Estados Unidos, ameaçou recorrer “a todos os meios legais disponíveis contra [o ex-militar] e todos os que com ele cooperaram”.

Antes da versão do livro, o governo norte-americano informou que Bin Laden foi morto ao tentar reagir. “Não li o livro, não creio que alguém aqui [Casa Branca] tenha lido e não posso fazer uma avaliação”, disse Carney. Com informações da agência pública de notícias de Portugal, Lusa, e Agência Brasil.

Revista Consultor Jurídico, 31 de agosto de 2012, 18h05

Comentários de leitores

1 comentário

Que importância faz?

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório)

Se BIN LADEN estava armado ou não; de cueca ,deitado ou em pé; transando com suas esposas ou rezando sobre alcorão. F..... Foi executado como sói deveria ocorrer - e demorou muito- (a missão se destinava a isso). Ninguém queria esse sujeito vivo e os EUA ainda estão com um crédito de mais de 2500 vidas pertencentes a organização 'AL QUAEDA' e deve cobrar essa dívida. Os 3.000 mortos por ele (BIN LADEN) e seus asseclas em 11.9.2.001 também não reagiram a nada ; não estavam armados e NÃO eram culpados de absolutamente nada. Então, MORTE a esses fanáticos criminosos, sem qualquer piedade e, se possível, com menos ou nenhuma formalidade. Tem que matar bem matado e jogar os corpos no mar para alimento de tubarão.

Comentários encerrados em 08/09/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.